Pernambuco

Lucinha Mota, mãe de Beatriz, será secretária de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco

Em | Da Redação

Atualizado em

Lucinha Mota, mãe de Beatriz, será secretária de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco

A professora Lucinha Mota, mãe da menina Beatriz Angélica Mota, que foi assassinada a facadas no município de Petrolina, será a titular da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco. O anúncio foi feito na noite desta sexta-feira (30) pela equipe da governadora eleita Raquel Lyra.

Neste ano, Lucinha tentou pela segunda vez uma vaga de deputada estadual na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Mas, de novo, não atingiu a quantidade de votos necessária. Segundo apuração das urnas eletrônicas, Lucinha recebeu quase 26 mil votos. Ela está filiada ao PSDB em Pernambuco, partido de Raquel Lyra.

Lucinha ficou conhecida por, incansavelmente, cobrar justiça e apontar falhas ao longo das investigações da morte de Beatriz, que tinha 7 anos. O crime foi em 10 de dezembro de 2015. No mês em que o crime completou seis anos, ela e o marido caminharam por mais de 700 quilômetros, de Petrolina até o Recife, para cobrar uma solução. A caminhada, que encontrou apoiadores em todas as cidades, teve repercussão nacional e expôs a demora da polícia para solucionar o homicídio.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads