Pernambuco

Insatisfeito com falta de espaço no governo, Paulo Câmara pede para deixar o PSB

Em | Da Redação

Atualizado em

Insatisfeito com falta de espaço no governo, Paulo Câmara pede para deixar o PSB

ex-governador de Pernambuco Paulo Câmara

O ex-governador de Pernambuco Paulo Câmara entregou, ontem, carta de desfiliação do PSB após ter sido vetado pelo partido em indicações a ministérios no governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Sua saída deve acentuar a divisão no diretório estadual da legenda, que passa por enfraquecimento nos últimos anos. As informações são do Estadão.

O grupo de Câmara acusa o prefeito de Recife, João Campos, e o agora ministro dos Portos e Aeroportos, Márcio França, de se unirem para minar suas possibilidades de indicação a uma pasta no governo. Afirmam que Campos quer tomar para si todo o protagonismo da legenda no Estado e que França temia a concorrência na disputa por ministérios

Outro motivo para a desfiliação de Câmara é a sinalização que recebeu de Lula de que deverá presidir o Banco do Nordeste. A legislação atual prevê uma quarentena de pelo menos 30 dias de cargos de direção partidária para assumir a presidência de estatais. O ex-governador era também vice-presidente nacional do PSB.

Na carta dirigida a Siqueira, Câmara lembra que entrou na legenda a convite de Eduardo Campos e teve a “difícil tarefa” de suceder o “melhor governador da história”.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads