Entretenimento

Influenciadora Karen Bachini revela ser intersexo; entenda o termo

Em | Da Redação

Atualizado em

Influenciadora Karen Bachini revela ser intersexo; entenda o termo
A influenciadora e youtuber Karen Bachini — Foto: Reprodução/YouTube

A influenciadora e youtuber Karen Bachini publicou um vídeo em seu canal no YouTube afirmando ser intersexo. A publicação foi feita na noite desta terça-feira (21).

Karen disse que fez exames e se entendeu como pessoa pseudo-hermafrodita feminina. Ou seja, ela contou que possui os genitais e órgãos internos referentes ao sexo feminino, mas não produz hormônios.

A influenciadora contou que, quando tinha 18 anos, procurou ajuda médica porque tinha o ovário muito pequeno e não tinha glândula mamária. À época, ela disse ter recebido o diagnóstico de menopausa precoce. As informações são do G1.

Karen contou que passou por uma hormonização feminina, com pílula anticoncepcional, sem saber da condição intersexo. A influenciadora disse que, se soubesse o que realmente se passava com seu corpo, talvez não tivesse feito o procedimento.

“Eu sempre tive todas essas dúvidas. E eu pensava: ‘e se eu tomasse o hormônio masculino, o que vai acontecer comigo?’. Essas respostas eu nunca pude ter, porque naquela época ninguém sabia o que estava acontecendo”, afirmou.

Karen contou que, por não produzir qualquer tipo de hormônio, passou pela puberdade apenas após o processo de hormonização.

A influenciadora disse que chegou a parar com a hormonização feminina por um tempo, o que fez com que o corpo dela passasse por mudanças, como a redução do tamanho dos seios.

“Quando eu voltei com os hormônios femininos, eu voltei com as características femininas. Mas eu ter as características femininas, depende somente de eu tomar os hormônios femininos. Se eu paro de tomar, eu perco essas características.”

A youtuber disse ainda que passou por momentos difíceis em relação a como se sentia com seu corpo e na própria vida sexual.

O que é intersexo?

O termo intersexo é usado para descrever uma série de variações biológicas naturais do corpo. Em algumas pessoas, as características intersexo são perceptíveis logo no nascimento; em outras, são aparentes até na puberdade.

Uma pesquisa da Organização das Nações Unidas (ONU) estimou que entre 0,05% e 1,7% da população mundial nasce com características intersexo — o que pode significar até 3,5 milhões de pessoas apenas no Brasil.

Essas pessoas podem ter alterações hormonais, genitais ambíguos e outras diferenças anatômicas, ou ainda nascer com códigos genéticos diferentes do padrão. Um exemplo: o corpo pode ser fisicamente feminino, mas o seu código genético ser XY (X é o cromossomo feminino e Y é o masculino), o que pode afetar o desenvolvimento e a produção de hormônios.

Antigamente, pessoas intersexo eram chamadas de hermafroditas, mas o termo caiu em desuso. Além de ser pejorativo, é associado apenas aos genitais ambíguos ou pessoas que nasciam com os dois genitais, masculino e feminino.

Karen Bachini

A youtuber Karen Bachini é conhecida por fazer vídeos de beleza e compartilhar seu dia a dia nas redes sociais. Ela tem um canal na rede social desde 2009, onde possui quase 2,7 milhões de seguidores.

Em 2017, a influenciadora assinou uma coleção de maquiagem com a Jequiti e, em 2019, foi uma das convidadas para um projeto da Avon de tutoriais de maquiagem.

No ano passado, Karen recebeu críticas nas redes sociais e foi acusada de romantizar a pobreza, zombar de outros youtubers com menor número de visualizações e ainda humilhar uma funcionária.

Nas últimas semanas, a youtuber voltou a ser um dos assuntos mais comentados das redes sociais depois de criticar uma maquiagem lançada pela influenciadora Virgínia Fonseca.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads