Brasil

Humoristas são denunciados pelo Ministério Público por fazer rifas ilegais

Humoristas são denunciados pelo Ministério Público por fazer rifas ilegais

Em | Da Redação

Atualizado em

Humoristas são denunciados pelo Ministério Público por fazer rifas ilegais
Hitalon Silva Bastos, Evoney Fernandes Macedo e Fábio Oliveira Neto Reprodução

O Ministério Público de Tocantins denunciou três humoristas em um caso de rifas ilegais. Evoney Fernandes Macedo, Hitalon Silva Bastos e Fábio Oliveira Neto são investigados na operação “Tá no Grale”. De acordo com o MP, eles são acusados de infringir à Lei de Contravenções Penais e lavagem de dinheiro.

Os três teriam movimentado cerca de R$ 4,5 milhões em menos de um ano, e, segundo a denúncia do Ministério Públicos, os humoristas promoveram 36 rifas seu autorização, além de ocultar a origem do dinheiro.

Nas rifas, eram sorteados celulares, motos, dinheiro e até automóveis. Em doze das rifas, não conta ganhador. Eles teriam sido banidos do site que usavam para o sorteio por não obedecerem aos termos de uso. Desta forma, ficaram com o valor arrecadado.

Hitalon Silva Bastos, Evoney Fernandes Macedo e Fábio Oliveira Neto Reprodução

Operação

Na primeira fase da investigação, já foram apreendidos cinco veículos de luxo, quatro carros e uma moto, além de bloquear valores bancários de R$ 635 mil. O Delegado de Polícia Gustavo Henrique da Silva Andrade, nenhum dos investigados tinha autorização da Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria ou do Ministério da Economia (Secap) para promover ou patrocinar sorteios na internet.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads