Brasil

Governo sanciona lei com regras para garantir piso salarial da enfermagem

Em | Da Redação

Atualizado em

Governo sanciona lei com regras para garantir piso salarial da enfermagem

Lei Complementar, aprovada pelo Congresso Nacional, permitirá que valores não usados em ações de saúde financiem piso salarial

O presidente Jair Bolsonaro sancionou sem vetos, nesta quarta-feira (7), um projeto de lei complementar que autoriza a transferência de repasses em ações na área de saúde. O valor de R$ 2 bilhões, que agora será usado para custear entidades privadas sem fins lucrativos como as Santas Casas, é um passo importante para garantir o piso nacional da enfermagem.

A lei complementar prevê que, até o final de 2023, fica autorizada a transferência, “com o objetivo de contribuir para a sustentabilidade econômico-financeira dessas instituições na manutenção dos atendimentos, sem solução de continuidade”. 

A proposta é vista como uma possível proposta de financiamento do piso nacional da enfermagem, suspenso pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em setembro. A principal justificativa adotada pela Suprema Corte para bloquear o aumento foi, justamente, a incerteza sobre a capacidade de pagamento do valor mínimo, fixado em R$ 4.750.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads