Brasil

Golpistas realizam novo ‘golpe do 0800’; saiba como funciona e como se proteger

Febrabran alerta para tentativas de engenharia social

Em | Da Redação

Atualizado em

Golpistas realizam novo ‘golpe do 0800’; saiba como funciona e como se proteger
Febrabran alerta para tentativas de engenharia social

Golpistas estão enviando mensagens de SMS para clientes, nas quais informam sobre uma transação suspeita de valor alto em uma compra no varejo. No texto, pedem às vítimas que entrem em contato com uma central de atendimento para esclarecer a questão. Eles dão a dica de um número “0800”.

Como a compra é falsa, ao ligar para a falsa central de atendimento, o golpista diz que a transação está em análise e que por isso ainda não aparece na fatura do cliente. E que para resolver o assunto, o consumidor deve fazer uma transação para regularizar o problema, ou ainda pede dados pessoais, como número de conta e senha, para cancelar a operação.

Na mensagem, o criminoso usa o nome de alguma instituição financeira em mensagens como:

“Compra aprovada em um determinado valor em alguma loja do varejo conhecida. Dizem que para confirmar, o cliente deve digitar o número 1, mas que caso desconheça a transação, o consumidor deve ligar para uma central de 0800”.

Outro artifício usado pelos golpistas nas mensagens é afirmar que as milhas ou pontos do cartão do cliente estão vencendo. E pede para que o cliente ligue para a falsa central telefônica para que o consumidor não perca a vantagem. Também há casos de mensagens de falsos prêmios que induzem o cliente a fazer uma ligação para o bandido.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) alerta que essas mensagens e centrais de atendimento se tratam de um golpe de engenharia social. Os criminosos usam de técnicas para enganar as pessoas para que elas forneçam informações confidenciais, como senhas e números de cartões.

– O cliente nunca deve fazer ligações para números de telefone (0800) recebidos através de SMS ou por outras mensagens. Se tiver alguma dúvida, o cliente deve ligar para os canais oficiais de seu banco ou para seu gerente – alerta Adriano Volpini, diretor do Comitê de Prevenção a Fraudes da Febraban.

O diretor esclarece que os bancos ligam para os clientes para confirmar transações suspeitas, mas nunca pedem dados como senhas, token e outros dados pessoais nestas ligações.

– Os bancos nunca ligam para fazer um estorno de transação através de um telefonema. Desligue se pedirem para digitar senha ou qualquer dado em seu aparelho de telefone. Ao receber uma ligação suspeita, desligue e de outro telefone, ligue para os canais oficiais de seu banco – conclui

Variante do golpe

Outra situação que tem sido usada pelos bandidos é ligar ao cliente e dizer a conta está sendo fraudada por um colaborador do próprio banco. Para resolver o problema, seria necessário transferir o valor para uma chave ou conta segura.

 

Deixe sua opinião