Brasil

Filha é indenizada em R$ 123 mil após ser demitida de empresa do pai por criticar Bolsonaro

Em | Da Redação

Atualizado em

Filha é indenizada em R$ 123 mil após ser demitida de empresa do pai por criticar Bolsonaro
Foto: Reprodução Internet

Uma mulher será indenizada em R$ 123 mil pela empresa de seu pai, após ser demitida por criticar o presidente da República, Jair Bolsonaro (PL). A Justiça determinou que Brunna Letícia Venancio, de 29 anos de idade, seja indenizada pela empresa Grupo Popular, a qual seu pai é um dos sócios. A decisão foi proferida na última sexta (12), pelo Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região.

Brunna processou a empresa de seu pai após ser demitida em setembro de 2021, devido a uma postagem nas redes sociais criticando Bolsonaro. De acordo com a sentença, a empresa é apontada por conduta que viola a legislação, por promover discriminação por opinião política.

Na empresa de seu pai, ela atuava como supervisora de cadastro e foi demitida sem justa causa. A empresa nega que o motivo da demissão tenha sido motivação política e ainda pode recorrer da decisão.

O valor da indenização soma os seguintes valores:

Aviso prévio indenizado;
Saldo salário de outubro de 2021;
13º salários entre 2018 e 2021;
Férias;
FGTS;
Indenização por dispensa discriminatória e danos morais pela medida;
Danos Morais por transporte indevido de valores.

Da redação do PortalPE10, com informações do BNews.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads