Brasil

Feminicídio: Irmã de prefeita é morta a facadas pelo ex-companheiro

Daniella Pelaes, 46 anos, foi assassinada pelo ex-companheiro, Janilson Quadros, 37. Ele tentou se matar após o feminicídio, mas passa bem.

Em | Da Redação

Atualizado em

Feminicídio: Irmã de prefeita é morta a facadas pelo ex-companheiro
Ex-companheiro atacou a vítima a facadas e ela não resistiu | PortalPE10- Divulgação Reprodução/Instagram

Morta a facadas pelo ex-companheiro na madrugada deste sábado (25/5), Daniella Di Lorena Pelaes de Almeida (foto em destaque), 46 anos, era irmã da prefeita do município de Pedra Branca do Amapari (AP), Beth Pelaes (União Brasil). A vítima morava no Condomínio Amobb, no Jardim Botânico (DF), onde foi assassinada por Janilson Quadros de Almeida, 37. O agressor tentou tirar a própria vida em seguida. A informação é do Metrópoles

“Nossa família se despede de forma precoce, diante de uma dor imensurável. Ela [Daniella] desempenhava efetivo exercício em Brasília há pouco mais de um ano”, escreveu a prefeita. “Dani, minha irmã amada, descanse em paz, como a mulher, irmã, filha e mãe zelosa – e de personalidade forte e sorriso largo que sempre lhe acompanharam.”

Em uma nota de “profundo pesar”, o vice-governador do Amapá, Teles Jr. (PDT), lamentou a morte da vítima. “Em nome da matriarca da família, Socorro Pelaes, solidarizo-me com todos que estão vivendo essa perda. Peço a Deus que traga conforto aos corações dos familiares e amigos [de Daniella] durante esse momento tão difícil. Que possam encontrar consolo na fé e na esperança”, completou.

Ex-companheiro atacou a vítima a facadas e ela não resistiu | PortalPE10- Divulgação Reprodução/Instagram

Daniella tinha um cargo comissionado na Gerência de Operações da Telebras desde março de 2023. Ela e Janilson se conheceram quando ele atuava como motorista particular da vítima, à época em que ela ainda trabalhava na Prefeitura de Pedra Branca do Amapari. Os dois se casaram e moravam juntos no Distrito Federal havia cerca de dois anos; porém, segundo a Polícia Militar (PMDF), separaram-se.

Entre as 5h e as 7h deste sábado (25/5), Janilson atacou Daniella com facadas no tórax e, na sequência, tentou tirar a própria vida. Ela não resistiu, e ele foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Base (HBDF), em estado grave, mas passa bem e não corre risco de morte. O suspeito se encontra sob escolta policial.

“As investigações são conduzidas pela PCDF [Polícia Civil do Distrito Federal] desde as primeiras horas de hoje [sábado]. O suspeito não confessou o crime. Ele está sendo autuado em flagrante e permanece sob custódia no hospital. Após alta médica, o envolvido será encaminhado ao sistema prisional”, informou a corporação.

O corpo da vítima foi levado por peritos do Jardim Botânico para o Instituto de Medicina Legal (IML) por volta das 11h35. A 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul) investiga o caso.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads