Brasil

Esposa do dirigente do PT tentou evitar tiros antes de morte

Em | Da Redação

Atualizado em

Esposa do dirigente do PT tentou evitar tiros antes de morte

Esposa do dirigente do PT tentou evitar tiros antes de morte

Imagens divulgadas na parte externa do local onde o tesoureiro do PT Marcelo Aloizio de Arruda de 50 anos foi assassinado a tiros, mostra que a esposa da vítima, Pamela Suellen Silva, tentou conter o atirador.

Arruda foi morto no último sábado (09) após um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), identificado como Jorge Guaranho, invadir a festa de aniversário da vítima e efetuar os disparos.

Segundo imagens do circuito de câmeras é possível ver que Pamela tenta de todas as formas evitar o crime. Ainda do lado de fora da festa, Arruda discute com Jorge enquanto a mulher estende a mão em sinal para encerrar a situação.

Minutos depois o bolsonarista arrasta o veículo, mas retorna e saca a arma. Pamela tenta impedir, mas Jorge faz o primeiro disparo ainda na parte externa do local. Em seguida ele invade a festa e mata Arruda.

Nas imagens da parte interna da câmera é possível ver que Pamela ainda empurra o bolsonarista para evitar a tragédia, mas não conseguiu.

A delegada Iane Cardoso, que apura o caso, disse que investiga se as motivações do crime envolveram conflito político entre os dois.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads