Brasil

Empresário é preso após vítima divulgar vídeo do próprio estupro

Em | Da Redação

Atualizado em

Empresário é preso após vítima divulgar vídeo do próprio estupro

Metrópoles 

O empresário Ricardo Penna Guerreiro, de 46 anos, permanece preso, desde o último dia 27, sob a acusação de estupro e por espancar a ex-mulher, de acordo com um vídeo feito por uma câmera de monitoramento e divulgado pela própria vítima. O equipamento estava instalado no quarto da mulher, na Praia Grande, litoral paulista.

A vítima, de 34 anos, afirmou à polícia que os abusos sexuais ocorreram quando ela estava desacordada, em decorrência do efeito de remédios usados em um tratamento.

O ex-marido começou a ficar violento, acrescentou a mulher, quando ambos estavam ainda juntos e ela esperava o primeiro filho do casal, em 2019. Em uma rede social, ela compartilhou o registro em vídeo de um dos estupros. Na legenda, ela afirma que estupro no casamento “existe sim”.

“Diversas vezes fui violentada, machucada enquanto estava sob efeito de antidepressivos e ansiolíticos devido a toda depressão e crises de ansiedade que eu adquiri nesse casamento, esse monstro me destruiu durante muito tempo”, diz trecho da postagem da vítima.

Em entrevista à TV Tribuna, nesta quinta-feira (2/1), a mulher afirmou que o empresário também espancou os filhos, com frequência. A violência também foi registrada em vídeo.

“Quando eu olho pelas câmeras, ele estava tratando mal o meu filho mais velho. Eu tenho a filmagem, inclusive. Aí eu falei: meu filho não vai sofrer o que eu sofri. A gente aguenta, mas a gente não deseja para o filho. O pequeno, que é nosso, ele bateu bastante. Marcas de mão desde a costela até o bumbum dele.”

Em um vídeo, feito com o celular, Ricardo Penna Guerreiro chama a vítima de “puta” e “vagabunda”, ameaçando-a de morte.

Enquadrando a mão, com a qual faz um gesto obsceno, ele afirma: “é mais fácil [eu] usar essa mão aqui pra te esfaquear do que pra te pagar alguma coisa, sua piranha.”

Apesar do vídeo mostrando a violência, além das ameaças, o empresário nega os crimes, segundo sua defesa.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads