Esportes

Em novos áudios, Robinho confessa estupro em boate: “A mina chupou o meu”

O caso ocorreu em janeiro de 2013, em uma boate em Milão, Itália

Em | Da Redação

Atualizado em

Em novos áudios, Robinho confessa estupro em boate: “A mina chupou o meu”
Ex-jogador foi condenado a nove anos de prisão na Itália por estupro coletivo; caso é analisado pelo Ministério da Justiça

O ex-jogador Robinho confessou ter estuprado uma mulher em Milão em janeiro de 2013. É o que revela o podcast “Os grampos de Robinho”, do UOL, em um episódio divulgado nesta terça-feira (27). A confissão está presente em novos áudios em que o ex-atleta comenta sobre o caso com amigos.

Durante uma troca de mensagens sobre o depoimento que daria sobre a investigação do caso, Robinho confessou que a vítima realizou sexo oral nele e no amigo Ricardo Falco. Em outro momento, Falco disse ao ex-jogador que a mulher “estava fora de si”, depois que o ex-atacante da Seleção Brasileira temer que ela tivesse alguma prova física do crime.

Ainda durante os áudios, Robinho demonstrou preocupação com a existência de câmeras de seguranças na boate Sio Café, em Milão, local do crime. Ao saber que não, ele comemorou. “Minha preocupação era só essa, de ter câmera lá”, disse o ex-jogador ao saber que o local não tinha câmeras. “Se não ia foder todo mundo, que a mina chupou o teu, chupou o meu”, acrescentou

Em outro trecho, Robinho aparece conversando com a esposa Vivian. Em um primeiro momento, ele nega qualquer envolvimento no estupro. Porém, em seguida, ele contou que viu os amigos cometerem o crime. No áudio, ela chora com a possibilidade do ex-jogador ser preso.

O caso ocorreu em janeiro de 2013. Robinho foi condenado pela Justiça italiana pelo crime de violência sexual contra uma mulher albanesa na boate.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads