Pernambuco

Pastor que estuprava filhas gêmeas é preso após comentário no Instagram

Pastor que estuprava filhas gêmeas é preso após comentário no Instagram

Em | Da Redação

Atualizado em

Pastor que estuprava filhas gêmeas é preso após comentário no Instagram
Irmã mais velha pediu ajuda para polícia pelas redes sociais Imagem: Reprodução / Polícia Civil AL

Uma investigação iniciada por um comentário no Instagram da Polícia Civil de Alagoas (PC-AL) resultou na prisão de um pastor de 79 anos, acusado de abusar sexualmente de suas filhas adotivas gêmeas durante sete anos. O suspeito foi detido na última terça-feira (9), em Amaraji, na Mata Sul de Pernambuco.

Irmã mais velha pediu ajuda para polícia pelas redes sociais Imagem: Reprodução / Polícia Civil AL

A irmã das vítimas comentou em uma postagem da PC-AL sobre uma prisão, dizendo: “Achei que seria o pai das minhas irmãs, mas infelizmente não foi o maldito”. Esse comentário chamou a atenção dos policiais, que entraram em contato com a mulher para obter mais detalhes. Ela relatou que estava buscando ajuda há dois anos, sem sucesso. Em poucos dias, a polícia conseguiu localizar o pastor.

Conforme as investigações, o pastor estava foragido e vivendo discretamente em Amaraji, onde era pastor de uma igreja evangélica há mais de 30 anos. Ele mantinha uma vida aparentemente normal e fazia visitas frequentes a Recife. O policial civil Welber Cardoso informou que a comunidade local ficou surpresa com a prisão, pois o pastor era uma figura bem conhecida.

Após ser encontrado em sua casa, o pastor foi levado à delegacia local e, em seguida, transferido pelo NIESP para a Central de Polícia de Arapiraca, onde aguarda a audiência de custódia.

Deixe sua opinião