Brasil

Dia do Trabalho: Lula sanciona reajuste da tabela do Imposto de Renda, com isenção até R$ 2.824

Lula sanciona reajuste da tabela do Imposto de Renda, com isenção até R$ 2.824

Em | Da Redação

Atualizado em

Dia do Trabalho: Lula sanciona reajuste da tabela do Imposto de Renda, com isenção até R$ 2.824
“A partir de hoje, quem ganha R$ 2,8 mil paga zero de Imposto de Renda, e vamos chegar a R$ 5 mil”, disse Lula, em São Paulo

No evento das centrais sindicais em comemoração ao Dia do Trabalhador, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sancionou, nesta quarta-feira (1º), o reajuste da tabela do Imposto de Renda. A nova lei altera os valores da tabela progressiva mensal do IR.

Agora, a faixa de isenção do tributo foi estendida para quem ganha até dois salários mínimos (ou seja, R$ 2.824) por mês.

Durante o ato com os sindicalistas, o presidente voltou a se comprometer, até o final de seu mandato, a elevar esse valor para R$ 5.000 − promessa feita ainda na campanha eleitoral de 2022. O assunto já havia sido prometido por Fernando Haddad (PT) nas eleições de 2018 e pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que não cumpriu.

Segundo Lula, a ideia é “despenalizar” a população de baixa renda “e fazer com que o muito rico pague imposto de renda nesse País”. Ainda assim, o presidente afirmou que “o que é importante” no momento é destacar o aumento do salário e a queda da inflação.

“Hoje eu posso olhar na cara de vocês e dizer que nós vamos fazer um mandato melhor que os outros dois”, disse.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads