Pernambuco

Governo de Pernambuco libera vacinação contra a covid-19 para crianças de 4 anos

Em | Da Redação

Atualizado em

Governo de Pernambuco libera vacinação contra a covid-19 para crianças de 4 anos
Dia D de mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

Dia D de mobilização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Sarampo.

Crianças com 4 anos de idade já podem ser vacinadas contra a Covid-19 em Pernambuco. A recomendação da utilização do imunizante da Coronavac/Butantan foi discutida pelo Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação e pactuada com os gestores municipais, nesta segunda-feira (18).

Semana passada a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que crianças de 3 e 4 anos fossem imunizadas. O governo de Pernambuco ainda não baixou a vacinação para os garotos e garotas de 3 anos porque não há garantia de doses suficientes para essa idade

“A decisão de iniciar a imunização das crianças com 4 anos visa garantir a aplicação das duas doses desse público, diante do baixo quantitativo de estoque e a incerteza quanto à expectativa de envio de novos quantitativos pelo Ministério da Saúde (MS)”, justifica a Secretaria Estadual de Saúde. As crianças com 5 anos seguirão sendo vacinadas com doses da Pfizer, conforme decisão anterior da Anvisa.

No Estado, o público estimado é de 154.355 pessoas com 4 anos de idade e 149.786 crianças com 3 anos. Os gestores municipais informaram ao Programa Nacional de Imunizações (PNI-PE) possuírem em seus estoques um total de 323.452 doses do imunobiológico da Coronavac/Butantan. As doses devem ser utilizadas para proteção em primeira e segunda aplicação, com intervalo de 28 dias entre elas.

ESTOQUES

“Ainda com a incerteza do recebimento de novas doses pelo Ministério da Saúde, nosso maior desafio neste momento é garantir que as crianças com 4 anos de idade tenham seu esquema básico completo, com o recebimento das duas doses do imunizante”, destaca o secretário estadual de Saúde, André Longo.

Ele informa que foi feito levantamento com as prefeituras para saber os estoques de que dispõem. Foram identificadas as cidades com quantitativo suficiente de vacina, as que têm doses excedentes e ainda aquelas que não têm vacina suficiente para esse novo público.

“O PNI está em contato com as cidades, com as Gerências Regionais de Saúde (Geres) e com o Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Pernambuco (Cosems) para realizar o esforço operacional necessário para que os municípios com menos doses possam ofertar o imunizante para sua população”, explica André Longo.

“É importante frisar, que o Ministério da Saúde liberou o início da vacinação das crianças com as doses disponíveis nos estoques de cada município. O PNI Estadual já encaminhou para o Ministério as informações repassadas pelos gestores municipais, e, esperamos saber ainda esta semana como o órgão federal irá se posicionar quanto ao andamento da campanha”, reforçou a superintendente de Imunizações do Estado, Ana Catarina de Melo.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads