Logo G1
Pernambuco

Corpos de mãe e dois filhos são encontrados abraçados em cama; sobe para 14 número de mortos

Edifício, que estava ocupado mesmo com interdição, desabou no início da manhã da sexta (7) na cidade de Paulista, no Grande Recife.

Em | Da Redação com informações de G1

Atualizado em

Corpos de mãe e dois filhos são encontrados abraçados em cama; sobe para 14 número de mortos
Edifício, que estava ocupado mesmo com interdição, desabou no início da manhã da sexta (7) na cidade de Paulista, no Grande Recife.

O Corpo de Bombeiros confirmou, neste sábado (8), mais seis mortes de vítimas do desmoronamento do bloco D7 do Conjunto Beira-Mar, no bairro do Janga, no município de Paulista, no Grande RecifeApós 32 horas, todas as pessoas que eram procuradas pelos bombeiros foram localizadas neste segundo dia de buscas entre os escombros.

Uma das mortes confirmadas nesta manhã foi a de Eloá Soares da Silva, de 21 anos. Um casal também foi encontrado morto, mas seus nomes não foram divulgados.

Edifício desabou no início da manhã na cidade de Paulista.

Por volta das 14h20, as últimas pessoas foram encontradas sem vida: uma mãe e dois filhos abraçados numa cama de casal. Foram retirados dos escombros os corpos de Marcela Neves dos Santos, de 42 anos, Wallace, de 10 anos; e Maria Flor, de 6 anos. Marcela também é mãe de Evelyn, de 15 anos, que foi levada para o Hospital Miguel Arraes.

Encerradas as buscas por pessoas, os bombeiros iniciaram o resgate de animais que estavam presos no prédio. Por volta das 15h50, uma cadela de 12 anos chamada Mel foi resgatada do edifício.

Cadela Mel, de 12 anos, foi resgatada de prédio que desabou parcialmente no Janga, em Paulista, no Grande Recife — Foto: Beatriz Castro/TV Globo

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads