Pernambuco

Coren-PE instaura processo para interdição ética do Hospital da Restauração

Em | Da Redação

Atualizado em

Coren-PE instaura processo para interdição ética do Hospital da Restauração

Medida foi tomada após relatório apontar riscos à saúde e integridade física dos pacientes e profissionais de Enfermagem

Os graves problemas estruturais e de subdimensionamento de profissionais no Hospital da Restauração, localizado na Região Central do Recife, levaram o Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren-PE) a abrir um processo para interdição ética parcial do exercício profissional da Enfermagem. O parecer para abertura do procedimento foi votado e aprovado nesta quinta-feira (26), depois de um relatório de fiscalizações do órgão apontar que existe grave e iminente risco à saúde e/ou integridade física dos profissionais da categoria que atuam na Emergência de Trauma.

O relatório é fruto de uma inspeção realizada pela equipe do Coren-PE no início deste mês, após queda de parte do teto. Além disso, na ocasião, a fiscalização constatou superlotação de mais de 100% da capacidade instalada na Emergência e falta de dimensionamento adequado dos profissionais. Ou seja, o número de profissionais de Enfermagem está abaixo do que o recomendado em Resolução do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), o que pode comprometer a assistência aos pacientes.

Será criada uma Comissão de Sindicância que vai realizar novas visitas ao hospital, afim de verificar as condições em que a equipe de Enfermagem está atuando. Esse grupo vai elaborar Relatório Conclusivo, que será encaminhado à Presidência da autarquia.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads