Mundo

Comer após as 22h diminui o gasto de calorias e aumenta risco de obesidade, diz estudo de Harvard

Em | Da Redação

Atualizado em

Comer após as 22h diminui o gasto de calorias e aumenta risco de obesidade, diz estudo de Harvard

O horário em que você janta pode contribuir para que você ganhe peso e tenha dificuldade em emagrecer. É o que aponta um novo estudo da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Segundo a pesquisa, que foi publicada nesta semana na revista científica Cell Metabolism, pessoas que comem após as 22 horas têm mais chances de desenvolver obesidade, sentem mais fome no dia seguinte e têm maior dificuldade em emagrecer. O motivo é uma alteração nas vias metabólicas provocada pela alimentação tardia, próxima ao horário de dormir.

O estudo teve a participação de 16 voluntários de 20 a 60 anos com sobrepeso ou obesidade. Metade deles passou a fazer a última refeição do dia às 18 horas, enquanto a outra metade comia pela última vez no dia às 22 horas. Eles receberam a mesma refeição nos respectivos horários e tiveram uma rotina rigorosamente controlada antes e durante a pesquisa.

“Como nosso objetivo era investigar o efeito direto do horário das refeições, sem confundir com outros fatores comportamentais e ambientais, controlamos rigorosamente o horário, a quantidade e o tipo de ingestão de alimentos, atividade física, postura, sono e exposição à luz”, explica o relatório da pesquisa. “Embora este não seja o primeiro estudo a investigar o efeito do horário das refeições tardias no balanço energético do corpo, pode ser o mais bem controlado e abrangente.”

Hormônios

Os participantes registraram o nível de apetite e fome que sentiam ao longo do dia e passaram por exames de sangue, temperatura corporal e gasto energético. Dessa forma, foi possível observar os efeitos do horário das refeições tardias no controle da ingestão e do gasto de energia, além da regulação molecular do metabolismo do tecido adiposo, onde grande parte da nossa gordura corporal é armazenada.

O resultado mostrou que as pessoas que fizeram a última refeição às 22 horas produziram mais hormônios associados à sensação de fome (grelina) e menos hormônios ligados à sensação de saciedade (leptina) no dia seguinte do que aqueles que comeram pela última vez às 18 horas. Além disso, o grupo das 22 horas teve menos queima de calorias e mais amostras de tecido que apontavam aumento de gordura.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads