Brasil

Cliente matou advogado após descobrir caso dele com sua esposa enquanto estava preso, diz polícia

Cliente matou advogado após descobrir caso dele com sua esposa, diz polícia

Em | Da Redação

Atualizado em

Cliente matou advogado após descobrir caso dele com sua esposa enquanto estava preso, diz polícia
O advogado Charlesman à esquerda, e Gilberto à direita | FOTO: Reprodução

O advogado Charlesman da Costa Silvano, de 37 anos, morto com sete tiros na manhã deste sábado (12), em Alexânia (GO), foi assassinado por um cliente, pois o mesmo descobriu que a sua própria esposa havia o traído com o profissional. O autor dos disparos, Gilberto Gomes de Oliveira, estava preso em 2019, e durante este período, aconteceu o relacionamento da mulher com o advogado.

De acordo com a polícia, na época em que Gilberto Gomes estava preso, em 2019, por uma série de processos na Justiça, incluindo um suposto envolvimento do cliente com o tráfico de drogas, a sua esposa era quem resolvia os assuntos concernentes à liberdade dele.

Sendo assim, ela mantinha contato com o advogado Charlesman da Costa, pois precisavam tratar desses assuntos. Mas, segundo a esposa de Gilberto, o homem sempre sentiu ciúmes do advogado com ela. Na noite de sexta-feira (11), durante uma discussão de casal, a mulher revelou ao companheiro que teve um caso amoroso com Charlesman.

O advogado Charlesman à esquerda, e Gilberto à direita | FOTO: Reprodução

Conforme ela relatou à polícia, Gilberto matou o advogado por vingança, pois já estava ciente de que sua esposa o traiu com o advogado enquanto ele estava preso. Ela ainda disse que, após a revelação, o homem ficou “transtornado” e “passou a noite cheirando cocaína”.

Durante a manhã deste sábado (12), Gilberto marcou de se encontrar com Charlesman no Setor Clube Nova Flórida. Quando chegou ao local, surpreendeu o advogado com uma série de disparos de arma de fogo e fugiu. Horas depois do crime, o suspeito foi preso.

Conforme o boletim de ocorrência, o registro da troca de mensagens entre o cliente e Charlesman, encontrada no celular do advogado, foi uma das principais evidências da autoria do crime. Além disso, houve também o relato de uma testemunha, que informou ter visto um homem de jaqueta preta e moto vermelha efetuando os disparos.

LUTO

A prefeitura de Alexânia decretou luto oficial de três dias e informou que a 2º Corrida dos Pais, que aconteceria neste domingo (13), em comemoração ao Dia dos Pais, foi cancelada em razão da morte do advogado. A Ordem dos advogados do Brasil (OAB) se manifestou por nota:

“É inaceitável que, um dia após o 11 de agosto, data em que se comemora a essencialidade da advocacia para o sistema social e de Justiça, mais um colega tenha sido vítima de um crime bárbaro e carregado de extrema violência”, afirmou em trecho.

 

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads