Logo Agência Brasil
Brasil

Casos de dengue aumentam em 2024 e número supera o mesmo período de 2023

O Brasil é o primeiro país a oferecer essa vacina na rede pública, mas enfrenta desafios devido à escassez de doses

Em | Da Redação com informações de Agência Brasil

Atualizado em

Casos de dengue aumentam em 2024 e número supera o mesmo período de 2023
O Brasil é o primeiro país a oferecer essa vacina na rede pública, mas enfrenta desafios devido à escassez de doses

Nas primeiras duas semanas de 2024, o número de casos de dengue mais do que dobrou em comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com dados do Ministério da Saúde. Durante esse período, o país registrou 55.859 casos prováveis de dengue, resultando em seis óbitos devido a complicações da doença. A incidência de casos neste ano é de 27,5 por 100 mil habitantes.

No mesmo intervalo de tempo em 2023, foram registrados 26.801 casos, com 17 mortes. Esse aumento ocorre em meio à notícia de que o número de doses da vacina contra a dengue só será suficiente para imunizar até 3 milhões de pessoas em 2024, conforme anunciado pelo governo. O Brasil é o primeiro país a oferecer essa vacina na rede pública, mas enfrenta desafios devido à escassez de doses.

A dengue, considerada a arbovirose urbana mais prevalente nas Américas, é transmitida pela picada da fêmea do mosquito Aedes aegypti. O cenário para 2024 é considerado “extremamente preocupante” pela infectologista Luana Araújo, devido às condições climáticas favoráveis à proliferação do mosquito, impulsionadas pelo El Niño, que traz calor intenso e chuvas.

O alerta recai sobre a importância do combate ao mosquito, sendo a água parada o principal foco, uma vez que os ovos do mosquito podem sobreviver por até um ano no ambiente. A infectologista enfatiza a responsabilidade individual na prevenção, destacando a necessidade de cuidar do ambiente doméstico para reduzir os criadouros do mosquito.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads