Brasil

Bolsonaro recebeu, conferiu e está com joias de 2º pacote ilegal

Em | Da Redação

Atualizado em

Bolsonaro recebeu, conferiu e está com joias de 2º pacote ilegal
Mesmo com evidências de crimes cometidos, ex-presidente afirmou que não se arrepende de nada

O ex-presidente Jair Bolsonaro recebeu pessoalmente o segundo pacote com joias sauditas que entraram ilegalmente no país.

É o que atesta o documento oficial emitido no dia em que o pacote chegou à residência oficial do Palácio da Alvorada.

O documento foi publicado inicialmente pelo jornal “O Estado de S. Paulo”. A TV Globo também teve acesso ao material. Em um dos campos do recibo, consta a pergunta se o pacote foi “visualizado pelo presidente”. Em seguida, um “x” marca a opção “sim”.

Quem assina o recibo é o funcionário Rodrigo Carlos do Santos, às 15h50 do dia 29 de novembro de 2022, pouco mais de um mês antes de Bolsonaro sair do país rumo aos Estados Unidos.

Os itens foram trazidos ao Brasil por uma comitiva do Ministério de Minas e Energia, que representou o governo brasileiro em um evento na Arábia Saudita em outubro de 2021.

A comitiva, liderada pelo então ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, trouxe dois pacotes com presentes sauditas da marca Chopard.

O primeiro, segundo contou Bento Albuquerque ao “Estado de S. Paulo”, era destinada a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro e continha R$ 16,5 milhões em joias.

O primeiro pacote foi retido pela Receita Federal na alfândega do aeroporto de Guarulhos. Um assessor de Bento Albuquerque tentou entrar com as joias escondidas na mochila, sem declarar que estava com os itens, contrariando a legislação.

O segundo pacote também não foi declarado, mas conseguiu entrar no país. A Polícia Federal, que investiga o caso das joias, afirmou que o segundo pacote foi listado como bem pessoal de Bolsonaro, o que também contraria a lei.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads