Brasil

Bolsonaristas presos pelos ataques contra a democracia recusam vacinas

Em | Da Redação

Atualizado em

Bolsonaristas presos pelos ataques contra a democracia recusam vacinas

Bolsonaristas presos pelos ataques às sedes dos Três Poderes em Brasília, no último dia 8 de janeiro, recusaram tomar vacinas contra covid-19, hepatite, tétano e tríplice viral.

A vacinação é feita durante triagem médica realizada quando o detento ingressa no Complexo Penitenciário da Papuda ou na Colmeia, a penitenciária feminina do DF.

Segundo relatório da Secretaria de Saúde do DF encaminhado à Justiça, cinco servidores vacinaram 134 das 904 pessoas encaminhados ao Centro de Detenção Provisória II, na Papuda.

Desses, 64 negaram receber uma dose da vacina contra a covid-19. Foram registradas também, 19 recusas para hepatite B, tétano e tríplice viral.

A Secretaria de Saúde informou que a vacinação dos presos estava sendo realizada de “forma gradual”, diante da “necessidade de pesquisa do histórico do esquema vacinal individual”.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads