Brasil

Banco do Brasil retoma crédito e aumenta juros para pessoas com deficiência

Em | Da Redação

Atualizado em

Banco do Brasil retoma crédito e aumenta juros para pessoas com deficiência
Foto: Pixabay

A linha de crédito do Banco do Brasil para pessoas com deficiência, BB Acessibilidade, foi retomada na quarta-feira (17) com aumento nas taxas de juros.

Destinado ao financiamento de tecnologia assistiva para pessoas com deficiência, como cadeiras de rodas, adaptações em imóvel residencial e aparelhos auditivos, o crédito estava suspenso desde o dia 1º de agosto.

Com a mudança, a taxa mínima de juros passou de 5% para 6% ao ano. A taxa máxima passou de 5,5% para 7,5% ao ano.

Os juros variam de acordo com a renda de quem fez o empréstimo, passando a ser de:

6% para quem recebe até cinco salários mínimos
7,5% para quem recebe entre cinco e dez salários mínimos

Segundo o Banco do Brasil, a linha havia sido suspensa “em razão das discussões em curso sobre as suas condições financeiras”. A assessoria não especificou que condições são essas, mas segundo uma fonte próxima das negociações, o banco negociava com o governo aumento do subsídio dado a esse tipo de crédito.

Quanto ao aumento das taxas, o Banco do Brasil disse que “as taxas praticadas no crédito acessibilidade continuam atrativas para o público a que se destinam” e complementou que, apesar do aumento da taxa Selic, atuou para garantir que os juros praticados na linha continuassem em patamar inferior à taxa básica de juros.
O financiamento continua de R$ 70 a R$ 30 mil e o prazo de pagamento pode chegar a 60 meses (cinco anos).

Criada em 2021, a linha de crédito já ofereceu R$ 813 milhões e atendeu cerca de 100 mil pessoas. O Banco do Brasil relata que, nos sete primeiros meses de 2022, foram 5.900 operações, com desembolsos de cerca de R$ 65,9 milhões.

 

Da redação do PortalPE10, com informações do Mais Goiás.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads