Entretenimento

Andressa Urach diz ter sido “mais usada” na igreja que na prostituição

Em | Da Redação

Atualizado em

Andressa Urach diz ter sido “mais usada” na igreja que na prostituição
Andressa Urach

 

Andressa Urach soltou o verbo durante uma entrevista e fez comparativos entre o tempo que passou na Igreja Universal e na prostituição. De acordo com a modelo, a época em que vendia o corpo por dinheiro foi muito mais vantajosa para ela.

“Fui mais usada na igreja do que na prostituição. Na prostituição eu ganhava, na igreja eu só perdia”, relatou.

Na conversa com Vilela Rogério, no podcast Inteligência Ltda, Andressa detalhou algumas doações. “Eu dei um Porsche Cayenne, uma Land Rover, jóias, bolsas”, contou. Ela também disse que transferiu R$ 1 milhão para a Universal e explicou o motivo de fazer tudo isso.

“Existe uma reunião, chamada de Fogueira Santa, que acontece a cada seis meses. Nela, eles pedem para você sacrificar tudo, para dar o seu melhor a Deus e aí você acaba se desfazendo do que tem. Minha mãe me recriminava, mas eles dizem que isso é o diabo. Foi aos poucos.”

Andressa Urach explicou também que tem um processo na Justiça contra a Igreja Universal. A ideia dela é reaver o valor dos bens, que a instituição alegou não ser possível devolver para não abrir precedente. “Espero que algo seja feito. Já faz dois anos que tudo aconteceu e agora espero a resposta da ação judicial.”

 

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads