Brasil

Agricultor paraibano que passou cirurgia inédita no Brasil teve que amputar a mão transplantada

Em | Da Redação

Atualizado em

Agricultor paraibano que passou cirurgia inédita no Brasil teve que amputar a mão transplantada
Foto: Reprodução/ TV Globo

O agricultor paraibano Damião de Oliveira Bezerra, de 47 anos, que teve a mão esquerda reimplantada no braço direito, precisou realizar uma cirurgia para amputação funcional da mão transplantada. De acordo com a equipe médica do Hospital SOS Mão e Ortopedia, que realizou o procedimento no Recife, a mão transplantada não evoluiu de maneira satisfatória devido a trombose arterial e venosa irreversível. O paciente teve alta nesta terça-feira (26).

O procedimento foi realizado pelo Instituto SOS Mão, fundado pelo Hospital SOS Mão e Ortopedia, especializado em cirurgia da mão no Nordeste. O transplante é denominado autólogo de mão, ou autotransplante, quando a mão é transplantada para a própria pessoa.

Realizada no último dia 13 de julho, a cirurgia foi inédita no Brasil e na América Latina e o oitavo procedimento desse tipo que se tem registro no mundo.

Em nota, o hospital afirmou que a amputação funcional possibilitará o uso de uma prótese mioelétrica. De acordo com os médicos, a prótese é a única solução para que o paciente tenha independência no seu dia a dia.

O médico cirurgião Rui Ferreira, um dos profissionais que realizou o procedimento, entrou em contato com a fabricante da prótese mioelétrica, de origem alemã, e com as autoridades da Paraíba para viabilizá-la.

Entenda o caso

Damião de Oliveira Bezerra teve a mão direita amputada em um acidente de trabalho aos 17 anos de idade, quando utilizava uma máquina forrageira, usada para triturar e picar sementes e cascas de cereais.

Após a amputação do membro direito, o agricultor viveu os últimos 30 anos com a mão esquerda. Há oito meses, no entanto, ele sofreu um acidente de carro que resultou na perda total da funcionalidade dessa mão.

Com o acidente de carro, ele teve a orelha decepada, lesão cervical e paralisia total do plexo braquial esquerdo (estrutura nervosa na região do pescoço e ombro) esquerdo, o que causou a interrupção dos sinais que vão do cérebro para os músculos, impedindo que a musculatura do braço, antebraço e mão funcionem, de acordo com o SOS Mão.

Com isso, o paciente foi submetido ao autotransplante. Segundo o hospital, a mão esquerda foi retirada para tentar promover a função adequada no outro braço, de forma a melhorar a qualidade de vida do paciente.

Da redação do PortalPE10, com informações do Folha de Pernambuco.

Deixe sua opinião

Advertisements
20 - Banner Threads