Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

MTE notifica três escolas de Caruaru ,por instalação de câmeras em sala de aula

A proibição de instalação de câmaras em sala de aula já gerou muita polêmica

Publicado em

às

Ilustração: Keziah Costa

Presentes em condomínios, elevadores, estacionamentos e até em algumas vias de grande movimento do Estado, as câmeras de segurança, vistas como aliadas no combate à criminalidade, são alvo de polêmica se colocadas em salas de aula. Três colégios em Caruaru, no Agreste do Estado, vão responder na Justiça pela instalação dos equipamentos dentro das salas.

Segundo o Sindicato dos Professores de Pernambuco (Sinpro-PE), a prática descumpre a 32ª cláusula da Convenção Coletiva de Trabalho, onde consta que as escolas são proibidas de instalarem o equipamento de vigilância, por se caracterizar como uma forma de inibir o desempenho dos professores.

Com intuito de coibir a prática, o Sinpro denunciou ao Ministério do Trabalho e Emprego(MTE) os colégios Unimaster, Criativo e Centro Educacional Lapis de Giz.

O MTE notificou as instituições de ensino e convocou as escolas para mediação com a finalidade de darem explicações e firmarem compromissos para evitar a arbitrariedade.

Na opinião do presidente do Sinpro, Jackson Bezerra, entende-se que a sala de aula deve ser um local livre de câmeras de vigilância, por ser um espaço privado de relação entre professor e aluno. “A instalação dos equipamentos é uma iniciativa muito invasiva, pois tiram a espontaneidade necessária ao processo de aprendizagem, além de ser instrumento de fiscalização do trabalho do professor”, disse.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.