Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Mãe diz como matou bebê e guardou corpo por 5 anos: ‘Apertei o narizinho’ (Vídeo)

Ex-marido foi quem encontrou o corpo da criança em escaninho, em Goiânia.

Publicado

em

ás

Professora é presa suspeita de matar recém-nascida e esconder corpo por 5 anos, em Goiânia, Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Um vídeo feito pela Polícia Civil mostra o depoimento da professora de 37 anos presa por matar a filha recém-nascida e guardar o corpo em uma caixa por cinco anos, em Goiânia. Na gravação, a ela dá detalhes de como cometeu o crime, diz que não queria fazer mal à criança.

No entanto, descreveu como asfixiou o bebê (assista).

“Na rua, andando, eu não sabia mais o que fazer. Ela começou a chorar. Estava começando a chover. Eu olhava para ela, depois ela dormiu de novo [respira fundo]. Apertei o narizinho dela”, disse.

Após isso, ela revelou que teve coragem olhar para o bebê, mas não cessou o ataque. “Segurei e fiquei. Às vezes eu soltava porque eu não queria fazer… Eu cheguei a soltar, inclusive” [delegado pergunta se ele chorou e ela responde positivamente com a cabeça].

No registro, a mulher chora por diversas vezes. Ela é inquirida pelo titular da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), delegado Douglas Pedrosa. Na sala está também a delegada Ana Cláudia Stoffel, responsável pelo caso.

Quando deixou a maternidade com a filha nos braços, a mulher contou que pegou um táxi e parou em uma praça “sem saber o que fazer”. Nesse momento, alegou que não tinha intenção de matar a filha, mas diz que ficou com “medo”.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.