Nos siga nas redes sociais

Brasil

Lula diz que apoia manifestações contra Bolsonaro: ‘Fico feliz’

O ex-presidente fez questão de diferenciar os atos contra Bolsonaro dos atos a favor do presidente da república.

Publicado

em

ás

Na manhã desta quinta (17) o ex-presidente Lula deu uma entrevista ao jornal Tribuna do Norte, do Rio Grande do Norte. Entre as questões abordadas, o petista falou sobre o protesto contra Bolsonaro, marcado para o sábado (19). Ele disse que não sabe se irá participar, mas defendeu os que vão às ruas.

O ex-presidente tem se encontrado com diversas lideranças políticas, com o intuito de formar uma frente que derrote Bolsonaro em 2022 nas urnas. E tem recebido críticas por reuniões com antigos adversários do PT. As informações são do LeiaJá.

“Não posso fazer política com as coisas do passado nas minhas costas. Era eu quem estava preso injustamente, mas não faço política com ressentimento. Quem tá disposto a ajudar o país, vamos juntos. Sei a diferença de aliança eleitoral e aliança pra governar. Não tem ingenuidade”, disse Lula.

“Eu vou procurar as pessoas pra conversar porque eu acho que num país civilizado as pessoas conversam. O pessoal da 3a via fica preocupado com a minha candidatura, é só lançar candidato. Todo partido pode lançar”, completou.

Ao contrário de outras entrevistas, Lula não quis cravar sua candidatura ao palácio do Planalto no ano que vem.

“Às vezes falo que eu ainda não sou candidato, e o pessoal dá risada, não acredita (risos). Mas vai chegar o dia que vou dizer. Por enquanto, não sou. Porque acho que agora é hora de construir o leque de apoios que precisamos”, explicou.

Protestos

Alvo de algumas críticas por não ter se posicionado sobre o primeiro protesto contra Bolsonaro, que ocorreu em todos os estados brasileiros no dia 29 de maio, Lula disse que ainda não decidiu se participará do ato marcado para o dia 19.

“Eu ainda não sei se vou na manifestação. Tenho uma preocupação. Não quero transformar um ato político em um ato eleitoral. Não quero os meios de comunicação explorando isso como o Lula se apropriando de uma manifestação convocada pela sociedade brasileira”, disse.

Porém, o ex-presidente fez questão de diferenciar os atos contra Bolsonaro dos atos a favor do presidente da república.

“Fico feliz que o povo esteja brigando pelos seus direitos. E não adianta querer igualar as manifestações. Veja a diferença entre as manifestações contra o genocida e os atos promovidos por ele. Um lado usa máscara, álcool gel, o outro lado vai sem máscara e nega a vacina”, criticou.

“E não adianta falar que ‘ah, mas o povo agora tá aglomerando’. O povo está aglomerado todo dia e faz tempo. Para trabalhar, para pegar ônibus. E sem estar todo mundo vacinado, porque o Bolsonaro recusou as ofertas pra comprar enquanto era tempo”, finalizou.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.