Nos siga nas redes sociais

Esportes

Instável e ‘argentino raiz’: o que o Santos espera do Estudiantes

O Peixe fez sua lição de casa com o estudo sobre o rival, mas os argentinos têm sido imprevisíveis

Publicado

em

ás

O Estudiantes, adversário do Santos nesta quinta-feira, em Quilmes, pela terceira rodada da Libertadores da América, é um time difícil de prever. O Peixe fez sua lição de casa com o estudo sobre o rival, mas os argentinos têm sido imprevisíveis.

A equipe de La Plata começou bem 2018, com cinco vitórias consecutivas, mas não manteve o rendimento e tem alternado bons e maus momentos. O Estudiantes venceu 10, empatou seis e perdeu sete na temporada.

Na Libertadores, o Estudiantes está bem. Uma vitória e um empate, quatro pontos, e a liderança do Grupo 6, com um a mais que o o alvinegro. No Campeonato Argentino, ocupa a 10ª colocação, com 32 pontos: nove vitórias, cinco empates e sete derrotas.

Um exemplo da instabilidade argentina foi visto no último jogo, no sábado passado. O Estudiantes abriu 2 a 0 contra o Vélez Sarsfield, fora de casa, ficou com um jogador a mais ainda no primeiro tempo, mas recuou, foi surpreendido e acabou empatando em 3 a 3.

Força física e bola parada

O Estudiantes é um time forte, alto e que aposta muito no jogo aéreo. Otero e Pavone são os destaques ofensivos. Os argentinos devem povoar o meio-campo, com três volantes. Catimba, faltas fortes, pressão da torcida…

A provável escalação dos argentinos é: Andújar, Sánchez, Campi, Schunki e Dubarbier; Cascini, Zuqui e Braña; Lucas Rodríguez; Otero e Pavone.

“Grande equipe, forte, ofensiva e bem fisicamente. Equipe que disputa bastante a bola aérea, competitiva, muitos cruzamentos… A gente acompanhou esse jogo (contra o Real Garcilaso). Jair tem nos passado informações e estamos procurando estratégias para neutralizar essa forte equipe que vamos enfrentar. Vão nos exigir muito a cada jogada. Temos que suportar todas as divididas. É experiente, vão catimbar, provocar para que sejamos expulsos. Temos que estar atentos, concentrados do começo ao fim. Sempre difícil jogar fora, principalmente contra os argentinos”, disse o zagueiro David Braz.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.