Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

HPV: mais de 3,4 milhões de meninas já foram vacinadas

Número representa 83% da meta do MS, que é vacinar 4,1 milhões de garotas de 11 a 13 anos até o fim do ano

Publicado em

às

Um mês após o lançamento da campanha de vacinação contra HPV no Brasil, mais de 3,4 milhões de adolescentes entre 11 e 13 anos já foram imunizadas contra o vírus, segundo informou o portal do Ministério da Saúde nesta sexta-feira. Esse número representa 83% da meta da pasta, que é vacinar 4,1 milhões de meninas nessa faixa etária até o fim do ano. A primeira etapa da vacinação começou no dia 10 de março e teve como foco a mobilização nas escolas públicas e privadas de todo o país.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, avaliou o resultado como positivo e atribuiu os bons números ao “esforço” de Estados e municípios, que seguiram a recomendação do órgão e fizeram as mobilizações nas escolas. A segunda fase da campanha começa nesta sexta-feira e tem como foco os postos de saúde. Chioro lembra, contudo, que a estratégia deverá continuar em algumas escolas e que, por isso, os pais devem se informar até quando a vacinação vai acontecer.

O Ministério da Saúde afirma que a vacina contra HPV, que é ofertada gratuitamente pelo SUS, ficará disponível nas 36 000 salas espalhadas pelo Brasil. O esquema de vacinação é composto por três doses, sendo a segunda delas aplicada com intervalo de seis meses e a terceira, de reforço, cinco anos após a primeira dose. Em 2015, a previsão da pasta é vacinar adolescentes de 9 a 11 anos e, em 2016, começam a ser imunizadas meninas que completam 9 anos de idade.

Apesar de, em alguns Estados, como o Rio Grande do Sul, terem surgido casos de reação à vacina, o Ministério da Saúde assegura que o medicamento é seguro, sendo recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e usado como estratégia de saúde pública em 51 países. De acordo com a pasta, a vacina protege contra quatro subtipos do HPV, com eficácia de 98%, sendo dois deles os responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo de útero em todo o mundo. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) prevê o surgimento de 15 000 novos casos desse tipo de câncer e aproximadamente 4 800 óbitos apenas neste ano.

 

 

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.