Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Homem mata filha esganada por causa de pensão

Corpo de Aline Miotto Nadolny foi encontrado ao lado da Colônia Penal Agrícola, em Piraquara, no dia 6 de junho.

Publicado em

às

Aline era terapeuta ocupacional e tinha 27 anos â?? Foto: Reprodução/RPC

Um homem foi preso preventivamente pela Polícia Civil do Paraná por ter confessado matar a filha esganada com um cachecol. A terapeuta ocupacional Aline Miotto Naldony, de 27 anos, foi esganada até a morte após o pai ter tido um “ataque de raiva”, segundo informações divulgadas pelo delegado à frente do caso, Reinaldo Zequinão. O motivo da morte é a desavença em relação ao valor da pensão alimentícia da irmã mais nova da vítima.

De acordo com o delegado, Luiz Carlos Naldony, 48, matou a filha após ele pedir que a mulher conversasse com a mãe para que o valor da pensão fosse reduzido. Aline se negou a entrar no meio da confusão dos pais e foi morta. Ainda segundo a polícia, enquanto o pai esganava a filha, a jovem dizia: “Pai, eu te amo”.



O corpo da jovem foi encontrado em um matagal ao lado da olônia Penal Agrícola em Piraquara. Aline sumiu no dia 6 de junho, após sair a pé e não retornar para casa. Segundo depoimento do marido da jovem prestado à polícia, ele percebeu que algo estranho tinha acontecido com ela após mandar uma mensagem e horas depois não ter obtido resposta. 

A polícia informou que o celular de Aline parou de funcionar cerca de dez quadras de onde ela morava. Isso aconteceu por volta das 6h. Nove horas depois, o corpo de Aline foi encontrado no matagal, que fica 22 quilômetros de onde ela desapareceu. 

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.