Nos siga nas redes sociais

Brasil

Guedes insinua que auxílio pode ser de R$ 250 e exalta Bolsa Família

Publicado

em

ás

Ministro da Economia Paulo Guedes

O ministro da Economia Paulo Guedes insinuou hoje que o auxílio emergencial pode voltar a ser pago com o valor de R$ 250. “As camadas protetivas que eram 600, caíram para 300, agora podem descer digamos pra 250”, disse ao comentar que Saúde e Economia precisam se recuperar juntas.

O ministro emendou a fala ao comentário de que recebeu pedidos dos novos presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG), respectivamente, e do próprio presidente Jair Bolsonaro para que o auxílio emergencial voltasse a ser distribuído para a população.

Guedes participou de uma conversa online com o ex-secretário do Tesouro Nacional e atual economista-chefe do BTG Pactual, Mansueto Almeida, na qual o assunto do auxílio emergencial foi recorrente. O ministro, no entanto, voltou a condicionar os novos pagamentos a aprovação de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) de Guerra.

Da mesma forma que havia feito mais cedo nesta quinta-feira, o ministro afirmou que sem a PEC o pagamento do auxílio emergencial era impossibilitado por medidas como o teto de gastos e a regra de ouro.

Antes, ao comentar benefícios sociais adotados durante a pandemia de covid-19, como o BEm (Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda), Guedes já havia dito que o governo federal vai “anunciar algumas novidades” nos próximos dias.

Ao longo da conversa, Paulo Guedes reforçou que programas sociais precisam de contrapartida, como o congelamento de salários de servidores públicos. Além da PEC de Guerra, ele também defendeu privatizações e a aprovação das reformas administrativa e tributária.

Sobre esta última, Guedes foi enfático ao afirmar que não pretende aumentar impostos. Ele, porém, considerou que alguns tributos podem ser substituídos ou criados.

Bolsa Família é um ‘belíssimo programa’

Guedes também elogiou a implantação do Bolsa Família pelos governos petistas. “Você quer acabar com a pobreza? Dá o dinheiro na mão do pobre e ele decide o que fazer. E foi o que o PT fez com o Bolsa Família. Um belíssimo programa, e foi um sucesso”, reconheceu. “Eles atingiram 40 milhões de brasileiros e merecidamente foram reeleitos algumas vezes, porque fizeram um bom programa social”, completou o ministro.

Guedes porém fez a ressalva de que programas sociais deste tipo precisam vir acompanhados de responsabilidade fiscal. “Tudo isso tem que ter bom fundamento fiscal, se não se perde, como se perdeu”, disse.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.