Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Estudante de veterinária picado por Naja faz hemodiálise e segue em estado grave

Segundo o Ibama, esse é o primeiro caso de pessoa picada por uma cobra Naja em solo brasileiro. Animal entrou ilegalmente no país

Publicado

em

ás

Um rapaz de 22 anos está em coma induzido após ter sido picado por uma cobra do gênero Naja, na última terça-feira (7), no Gama, no Distrito Federal. O estudante de medicina veterinária, Pedro Henrique Santos Krambeck Lehmkul, precisou ser submetido a sessões de hemodiálise, já que o veneno do animal atacou seus rins.

Segundo o Portal Metrópoles, Pedro foi levado ao hospital pelos pais, apresentando palidez, tontura e dormência nos membros inferiores, sintoma que evoluiu e atingiu os membros superiores. Ao dar entrada no hospital, o estudante recebeu tratamento com soro vindo do Instituto Butantan, de São Paulo, mas teve reação negativa e o procedimento ficou suspenso até que o paciente volte a ficar estável.

O quadro atual do estudante é considerado grave. Ele está com insuficiência respiratória e, por isso, foi submetido a intubação.

Investigação

A Polícia Civil do Distrito Federal e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) abriram investigação para identificar como a cobra chegou ao Brasil. O animal integra a lista das serpentes mais venenosas do mundo e foi capturado na quarta-feira (8), próximo a um shopping.

A suspeita de investigadores da Delegacia de Combate à Ocupação Irregular do Solo e aos Crimes contra a Ordem Urbanística e o Meio Ambiente (Dema) é de que a serpente, comumente encontrada na África, no Sudoeste da Ásia, Sul da Ásia e Sudeste Asiático, tenha sido alvo de tráfico internacional de animais exóticos.

[veja_tambem]

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.