Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Em 7 dias, mais de 20 médicos teriam faltado ao trabalho no HRA

Além desta, há denúncias sobre profissionais que saem antes da hora.

Publicado em

às

De 30 de dezembro de 2013 a 5 de janeiro de 2014, 24 médicos cirurgiões teriam faltado ao trabalho no Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru, de acordo com informações obtidas pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A promotoria também recebeu denúncias sobre profissionais atrasados ou que saem antes da hora.

“Isso, além de ser uma conduta antiética, tem gerado grandes problemas à sociedade. Ninguém está aqui para a caça às bruxas, mas, neste primeiro momento, estamos recomendando aos gestores que, nessas hipóteses, não passem a mão por cima”, comentou o promotor Paulo Augusto. Segundo ele, é preciso que os responsáveis “instaurem um procedimento administrativo e encaminhem ao Ministério Público e ao Cremepe [Conselho Regional de Medicina de Pernambuco]. Isso vai ser analisado e, entre as possibilidades, há uma ação de improbidade administrativa em decorrência de um descumprimento de dever legal”.

Em nota, a direção do HRA informou que, em casos de médicos que não comparecem aos plantões ou dos que saem antes do colega chegar, a falta pode ser abonada se o profissional apresentar uma justificativa. Do contrário, é feita uma notificação. A nota também relatou que serão encaminhadas ao MPPE tais notificações, além de outras, relacionadas à má conduta ou indisciplina dos médicos.

Inquéritos
O médico Jamerson Lima, delegado regional do Cremepe, informou o que pode ser feito pelo conselho. “Inicialmente serão ouvidos os médicos faltosos ou que abandonaram o plantão. Pois existe a resolução de que o plantão deve ser feito de homem a homem. Ou seja: se houver três plantonistas, devem chegar mais três para aqueles poderem sair e não causar nenhum prejuízo aos pacientes internados”.

Nos casos dos que não comparecem ao trabalho, o delegado diz que a falta tem de ser comunicada ao gestor ou diretor-técnico. Ele ressalta que isto não exime os faltosos de serem submetidos a apurações, o que pode gerar inquéritos éticos, administrativos ou imputações criminais.

 

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.