Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Defesa alega que policial é inocente por morte do médico Maviael Menezes

Exibindo jornais da época, advogado contestou como as investigações foram realizadas

Publicado

em

ás

Começou, no inicio da noite desta sexta-feira (21), a defesa de todos acusados de matar o médico Maviael Menezes de Almeida , um dos momentos mais esperados foi a defesa do acusado de ser o mandante do crime, Antonio Agostinho.

Segundo o advogado Luiz Antonio Marques de Melo “Lulika”, o réu não foi o mandante do crime, e sim colocado pelas investigações feitas pela polícia. De acordo com advogado não existiu nenhum tipo de seguro de vida no processo. A empresa que estava no nome do policial, tinha apenas um carro, de modelo Fiat no nome da empresa. Para o advogado o maior bem que Antônio Agostinho teria, seria o médico, por esse motivo, ele não teria sido o mandante do crime de quem amava e tinha um carinho especial.

Exibindo jornais da época, o advogado contestou como as investigações foram realizadas, nas reportagens que apontavam que o PM seria o mandante do crime, defendeu que não foram feitas as devidas averiguações. Para o advogado, os jurados poderão estar colocando um inocente da cadeia. 

O julgamento, é presidido pela juíza Dra.Hydia Landim. O auditório no momento se encontra lotado. Um grande aparato de policiais militares do GATI e agentes penitenciários estão no local. 

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.