Nos siga nas redes sociais

Esportes

Com CBF em crise,Dunga começa preparação para Copa América

O Brasil estreia na Copa América dia 14, contra o Peru, em Temuco.

Publicado

em

ás

Sem sua principal estrela e com a missão extra de tentar evitar que a crise que atingiu a CBF respingue na seleção brasileira, o técnico Dunga começa nesta segunda-feira a preparação para a Copa América. Neymar não se apresentará porque no sábado vai disputar a final da Liga dos Campeões pelo Barcelona contra a Juventus. Ele só se juntará ao grupo em São Paulo, onde a equipe faz no domingo, contra o México, no Allianz Parque, o primeiro dos dois amistosos programados para antes da competição no Chile.

A parte inicial da preparação será feita na Granja Comary, em Teresópolis. A seleção brasileira fica na cidade do interior do Estado do Rio até sábado pela manhã.

Dunga tem consciência de que os jogadores terão de conviver, ainda que indiretamente, com os reflexos do escândalo de solicitação e recebimento de propinas por parte de cartolas da Fifa na negociação de direitos de transmissão e contratos de publicidade que envolvendo dirigentes ligados à Fifa. A denúncia acerta em cheio a CBF por ter levado o ex-presidente José Maria Marin à prisão na Suíça e lançado desconfianças sobre o atual, Marco Polo Del Nero. O treinador diz não acreditar que esse clima de crise interfira no trabalho da seleção.

“A nossa parte é muito técnica, inclui muito o campo. O presidente Marco Polo Del Nero está dando todas as condições para nós trabalharmos”, disse na quarta-feira passada, dia em que explodiu o escândalo. “Estamos trabalhando pela Copa América, já pensando também nas Eliminatórias, e também trabalhando com a seleção sub-20.”

Além de Neymar, o meia ofensivo Everton Ribeiro não se apresentará por causa de compromisso com seu clube. O Al-Ahli, dos Emirados Árabes, decide a Copa Presidente quarta-feira contra o Al Nasr e a expectativa é de que Everton chegue a Teresópolis no dia seguinte.

A lista original de convocados por Dunga para a Copa América tem duas alterações: o goleiro Diego Alves, do Valencia, sofreu grave contusão no joelho e foi substituído por Neto, da Fiorentina, e Marcelo, o lateral-esquerdo do Real Madrid deu lugar a Geferson, do Internacional, também por contusão.

Geferson foi chamado por Dunga sem jamais ter vestido a camisa da seleção brasileira, mesmo em categorias inferiores. Ele tem 21 anos, portanto idade olímpica, e o treinador, que havia dito que Copa América não é lugar para experiências, sinaliza que mudou de ideia após assumir também o comando da seleção que tentará o inédito ouro olímpico nos Jogos do Rio, ano que vem. Por esse motivo, também chegou para o período de treinos da seleção no Brasil dois outros jogadores que não estão inscritos para o torneio no Chile: o volante Fred, do Shakhtar Donetsk ucraniano, e o meia Felipe Anderson, da Lazio.

Antes de embarcar para o Chile em 12 de junho, a seleção fará outro amistoso, dois dias antes. O adversário será Honduras, em Porto Alegre. O Brasil estreia na Copa América dia 14, contra o Peru, em Temuco.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.