Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais emite alerta de inundações - PortalPE10
INMET publica aviso iniciando em: 02/07/2022 10:25. Chuva entre 30 a 60 mm/h ou 50 a 100 mm/dia.
Pernambuco

Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais emite alerta de inundações

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou um alerta laranja (de perigo) para riscos de desastres causados pelo acúmulo de chuvas

Logo PortalPE10

Publicado em

Por Redação PortalPE10

INMET publica aviso iniciando em: 02/07/2022 10:25. Chuva entre 30 a 60 mm/h ou 50 a 100 mm/dia.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou um alerta laranja (de perigo) para riscos de desastres causados pelo acúmulo de chuvas em Alagoas e em Pernambuco. A previsão é que chova até 100 milímetros até o fim da manhã deste domingo (3), o que pode acarretar riscos de alagamentos, deslizamentos de encostas e transbordamento de rios.

As áreas apontadas como de maior risco são a Região Metropolitana de Recife, Agreste Pernambucano, Zona da Mata Pernambucana, Leste Alagoano, Agreste Alagoano, Sertão Pernambucano, Sertão Alagoano e Borborema.

Cuidados

O coordenador-geral de Gerenciamento de Desastres do Cenad, Tiago Molina Schnorr, destaca as medidas de prevenção que devem ser tomadas pela população das regiões castigadas pelas fortes chuvas com o objetivo de minimizar os danos.

“São recomendadas diversas ações para proteger a população. A primeira é ficar bastante atento para as informações publicadas pelos órgãos oficiais, principalmente os locais. Além disso, é preciso ter cuidado com as notícias não oficiais, que nem sempre estão corretas e podem trazer risco adicional”, destaca Schnorr.

Uma das principais recomendações é para que as pessoas se inscrevam nos serviços de alerta, enviando um SMS para o número 40199. Assim, em caso de uma situação de desastre, será enviado um alerta on-line.

O coordenador-geral do Cenad também explicou o que deve ser feito nos locais com risco de deslizamento. “É importante que a população fique atenta a qualquer sinal de movimentação do terreno, rachaduras, árvores e postes inclinados. Se houver risco iminente, a residência deve ser desocupada imediatamente”, alertou Tiago Schnorr. “Também é importante a atenção a qualquer sinal de elevação de rios, alagamentos e enxurradas nas ruas e à subida das águas, para não serem pegos desprevenidos. Além disso, deve-se desligar aparelhos de energia da tomada, a chave-geral, encanamento de gás e de água”, acrescenta.

Os municípios atingidos devem se cadastrar no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD). Na ferramenta, é possível elaborar Planos de Contingência; registrar desastres ocorridos no município/estado; solicitar o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública; solicitar recursos federais a partir da elaboração de formulários on-line; consultar e acompanhar as solicitações de reconhecimento e de repasses para ações de resposta e de recuperação, e buscar informações sobre recorrências de desastres com base em dados oficiais. A plataforma pode ser acessada neste link.

Whatsapp 81 9 99743875 - Canal direto com nossa equipe. Envie sua mensagem que iremos atender você!

Participe do nosso grupo no Whatsapp

Publicidade