Nos siga nas redes sociais

Política

César Maia:Eduardo não tem marca no resto do País e apoio de Marina deu errado

Aqueles que marcavam Marina queriam vê-la em cima do pódio”, explicou.

Publicado

em

ás

Foto: José Cruz/ABr

Um dos principais lideres nacionais do Democratas, o ex-prefeito do Rio de Janeiro César Maria afirmou, em entrevista à Folha de S. Paulo e ao UOL, que o governador Eduardo Campos (PSB) e o senador Aécio Neves (PSDB) vão ter dificuldades de crescer durante a eleição porque são muito identificados com a elite.

“Qual é a marca do Eduardo Campos no país todo? Nenhuma. Tirando ali Pernambuco e as adjacências”, alertou Maia, sobre as dificuldades do governador. “Ainda não tenho convicção de que ele tenha fôlego para crescer”, disse, apesar de aprovar o tom crítico de Campos contra a presidente Dilma Rousseff (PT).

Apesar do pessimismo, o ex-prefeito carioca acredita que Eduardo e Aécio poderiam vencer a eleição caso ela fosse para o segundo turno. “O único caminho que se tem para começar a produzir segundo turno é a Dilma cair. Não adianta querer imaginar que vai crescer o Aécio, que vai crescer o Eduardo Campos”, afirmou, sobre o pouco tempo de campanha em função da Copa do Mundo.

MARINA – Maia também apresentou um cenário desfavorável para a tese de que Eduardo poderia se favorecer da transferência dos votos da ex-senadora Marina Silva, que deve ser sua vice. “Teve um esfriamento do nome da Marina Silva. Aqueles que marcavam Marina queriam vê-la em cima do pódio”, explicou.

“Na medida em que ela veio para baixo do pódio, há uma perda de entusiasmo. Essa queda da Marina fere muito a candidatura do Eduardo Campos, que contava muito com ela como vice como elemento alavancador da candidatura dele. Parece que não vai ocorrer isso da forma que ele imaginava”, avaliou.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.