Nos siga nas redes sociais

Esportes

CBF fala em ‘abandono’, e Portuguesa pode até ser excluída da Série B

Para a CBF, configurou-se abandono de campo o ato da Portuguesa

Publicado

em

Estadão:Para a CBF, configurou-se abandono de campo o ato da Portuguesa de deixar com 15 minutos de início o jogo desta sexta-feira, contra o Joinville, na estreia da Série B do Campeonato Brasileiro, depois de documentos do Tribunal de Justiça de São Paulo terem sido apresentados ao delegado da partida, Laudir Zermiani.

A Lusa pediu o adiamento do confronto e foi para o duelo contrariada, se resguardando em uma liminar movida por ação popular na 3ª Vara Cível da Penha, São Paulo, em 10 de abril, que recolocou o clube do Canindé na Série A.

Em nota publicada em seu site oficial, a CBF declarou: “O ato apresentado ao delegado do jogo entre Joinville e Portuguesa não tem nenhuma eficácia jurídica, pois decorre de uma decisão proferida pelo incompetente juízo da 3ª Vara Cível do Fórum Regional da Penha, São Paulo, e que vem a desrespeitar flagrantemente a determinação do Superior Tribunal de Justiça, que já decretou que a competência é exclusiva da 2ª Vara Cível da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, que proferiu decisão contrária. O ato desse juízo confirma grave desrespeito ao STJ e é muito sério. Seus responsáveis terão de reparar os vultuosos danos causados. Quanto à Portuguesa, que abandonou o campo, caberá ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgar o mérito.”

Na noite dessa sexta, a TV Globo divulgou outro comunicado no qual a CBF alega que “a Portuguesa, apesar de advertida pelo juiz da partida, que deveria ter dado continuidade à partida, optou por não voltar, o que configura abandono de jogo ou WO.”

Segundo o procurador do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva – STJD – Paulo Schimitt, sendo denunciada por abandono ou WO, a Lusa pode até ser expulsa da Série B-2014.

“As punições variam entre multa de R$ 100 mil, revisão dos pontos do adversário e até exclusão da competição. Vai depender um pouco dos documentos enviados do jogo, da nossa análise. A procuradoria vai avaliar, e provavelmente segunda ou terça-feira seja apresentada a denúncia. Então, cabe aos auditores”, afirmou Schmitt.

Orlando Cordeiro, que até a noite dessa sexta era vice-jurídico da Portuguesa e responsável por coordenar a estratégia do clube na disputa contra a CBF pela Série A, abandonou o cargo por acreditar que o time sequer deveria ter pisado no gramado nesta sexta, em Joinville.

Para ele, porém, a Lusa não pode ser punida por abandono de campo ou WO. “A Portuguesa não abandonou o campo, ela está cumprindo uma decisão judicial. Estamos falando de uma ação popular de São Paulo. A CBF tentou cassá-la e não conseguiu. Portanto, não há nada de errado.”

A Portuguesa foi rebaixada à segunda divisão ao perder quatro pontos por ter escalado de forma irregular o meia Héverton na última rodada da Série A de 2013, em 8 de dezembro, contra o Grêmio, no Canindé. Héverton, a princípio, só havia pegado gancho de um jogo. A Lusa alega não ter sido notificada sobre o resultado do julgamento. Com a mudança, o Fluminense acabou sendo mantido na primeira divisão.

Discordância

O presidente do Joinville, Nereu Antônio Martinelli, questiona a validade dos documentos que provocaram a saída de campo do time paulista e foram apresentados ao delegado do jogo, e sugere que os papéis poderiam ter sido entregues por um funcionário da própria Portuguesa. Segundo o delegado do jogo, um filho do presidente da Lusa levou as folhas da discórdia ao campo

“Recebi um telefonema do vice presidente da CBF da Região Sul – Fábio Nogueira – dizendo que era pra ficar tranquilo que o jogo teria continuidade, até porque, tinham no estádio até 8 mil pessoas. Tínhamos medo que desse algum tumulto. O delegado informou ao árbitro que a pessoa correta para receber a notificação era o presidente da CBF – José Maria Marin. Não sei que documento foi entregue, se era liminar, não sei quem entregou”, relatou Martinelli, que reclama por agora ter que devolver o dinheiro dos ingressos vendidos aos torcedores.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.