Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Caso achocolatado: Duas pessoas são presas suspeitas de envenenar criança

O delegado da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), Eduardo Botelho, confirmou as pri

Publicado

em

Resultado de imagem para achocolatado

Duas pessoas foram presas pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (1º) suspeitas de terem colocado veneno em uma caixinha de achocolatado, o que resultou na morte da criança de dois anos na última quinta-feira (25), no bairro Parque Cuiabá.

O delegado da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), Eduardo Botelho, confirmou as prisões, mas disse que até o momento não irá passar mais detalhes.

As polícias foram orientadas a não comentar a respeito, no entanto uma fonte do MidiaNews confirmou o envenenamento.

A Secretaria de Estado e Segurança (Sesp) convocou uma coletiva de imprensa para falar sobre o caso, às 14h.

Entenda o caso

A criança de dois anos deu entrada na Policlínica do Coxipó na tarde de quinta-feira.

A mãe informou que estava em casa com o filho, no Bairro Parque Cuiabá, quando a criança teria dito que estava com fome. Ela, então, deu-lhe uma caixinha de achocolatado.

Ela disse que a reação foi imediata e o menino passou mal, desmaiando em seguida.

O menino chegou a ser reanimado pelos médicos, mas morreu cerca de uma hora depois de ter dado entrada na unidade hospitalar.

O tio da criança, um adolescente de 17 anos, foi internado no Pronto-Socorro de Cuiabá.

Ele deu entrada na unidade hospitalar vomitando muito.

Um inquérito civil foi instaurado pela Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica) para apurar as causas da morte.

Após a repercussão do acaso, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou o recohimento de um lote do achocolatado em todo território nacional.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.