Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Candidato é pego com cigarro de maconha no Enem

De acordo com o MEC, a Polícia Militar precisou ser chamada.

Publicado

em

ás

Foto: Reprodução
Um candidato que fez a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), neste domingo (5), no Distrito Federal, levou um cigarro de maconha para o local de prova. Apesar de ter sido flagrado, ele não perdeu o direito de realizar a avaliação e o episódio sequer entrou para o relatório de “ocorrências” do Ministério da Educação (MEC). “O PM tirou o cigarro de maconha dele e disse: ‘Faça sua prova’”, contou o ministro da Educação Mendonça Filho (DEM). 

Em coletiva de imprensa sobre o balanço do exame, a diretora de Gestão e Planejamento do Inep, órgão responsável pela prova, Eunice Santos, explicou o motivo do candidato não ser eliminado. “Houve mudança no Código de Processo Penal e, hoje, o uso de alguns entorpecentes não é mais crime, só o tráfico, então a Polícia Militar, que foi acionada para o local, entendeu que não era e não se configurou crime e orientou que ele continuasse fazendo a prova. A PM só retirou o cigarro”. 

No primeiro dia de provas, houve um total de 264 eliminações, sendo nove com vistorias através dos detectores de metais. Quatro ocorrências foram feitas, sendo duas envolvendo candidatos que saíram com a prova antes do horário permitido. “Um candidato saiu correndo, ficou com raiva de uma questão, a polícia conseguiu identificar. Outro candidato saiu correndo e chegou a tirar uma foto por volta das 17h. Houve duas ocorrências por falta de energia”, explicou Eunice. 

Mendonça Filho fez uma comparação entre o numero de eliminações entre 2016 e 2017. A diferença surpreende. No ano passado, apenas no primeiro dia, foram 3.942 eliminados contra os 264 deste ano. 

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.