Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Campanha “A Fome Não Pode Esperar” doou 2 mil cestas básicas e 2 mil kg de frango neste domingo de Páscoa

Publicado

em

(Foto: Divulgação)

Domingo de Páscoa ficou marcado pelo sorriso no rosto das crianças de Tamandaré-PE que receberam ovos de Páscoa, neste terceiro ano da consagrada campanha “A Fome Não Pode Esperar”. Foi um dia de muitas bênçãos para celebrar o ápice da vida cristã, a vitória de Cristo sobre a morte a esperança em dias melhores. A população recebeu a doação de 2 mil cestas básicas reforçadas e 2 mil kg de frango, além de coco e legumes, como o jerimum.

O Padre Arlindo Matos reeditou a campanha de maneira emergencial, para levar conforto, alívio e esperança nesses tempos de escassez, decorrentes da nova onda da Covid-19 e dos novos movimentos de isolamento social e de quarentena rígida, que tanto impactam a vida da população. “Vocês podem olhar para um padre cansado, mas enquanto eu tiver forças, eu vou permanecer em pé até o fim. Um vírus não vai arrancar a nossa alegria. Pode até esconder o nosso sorriso, mas não pode tirar o nosso sonho. A gente continua e continua com alegria”, afirma o pároco, idealizador da ação.

A ordem do padre é sempre receber com carinho e delicadeza os que mais precisam. Doar significa um gesto de entregar-se ao próximo e uma atitude de empatia e, nesse momento, de se colocar no lugar de quem tem renovada a dor e o sofrimento de se privar do próprio sustento e de poder prover a família com alimentos. Numa cidade como Tamandaré, que possui uma economia predominantemente de subsistência, a dura medida de isolamento social e de fechamento das praias impacta profundamente na vida de boa parte de seus habitantes que tiram todo o sustento da praia, como com a venda de amendoim, cocada, caldinho, água de coco, picolé, artesanato, passeios de barco, entre outros.

A dor da fome já começa a se anunciar em cada canto da cidade. Por isso, a ajuda é providencial, e “vai ajudar muito, porque nessa pandemia, está todo mundo desempregado. Eu sou ambulante, mas não posso trabalhar agora”, afirma a senhora Patrícia Cleonice da Silva que recebeu uma das cestas. “Em casa já estava quase sem nada e eu já estava preocupada”, exclamou a dona de casa.

Para realizar o propósito de ajudar as famílias no domingo, a campanha ganhou ajuda de voluntários, amigos, veranistas, da própria população de Tamandaré e de pessoas que vieram de longe para trazer o alimento. Por isso, toda ajuda ainda é muitíssimo bem vinda.

As senhas foram entregues na véspera pelos veranistas que visitaram as casas da população carente para identificar as necessidades mais gritantes. No dia da entrega, todos os voluntários foram devidamente paramentados com EPI’s para formar a linha de frente e entregar as cestas. Distanciamento, controle de acesso com hora marcada, organização do fluxo dos beneficiados, álcool 70%, luvas, máscaras, batas, foram algumas das medidas adotadas pelo padre para a segurança de todos os envolvidos, de modo a não formar aglomerações.

Tanta força vem da necessidade e do sentimento que grita aos ouvidos do Padre Arlindo, de continuar ajudando, enquanto os efeitos da crise econômica, aliadas ao medo e a insegurança do vírus, ainda estão presentes. Mais uma missão cumprida.

A CAMPANHA DURANTE A PANDEMIA – Em 2020, durante a pandemia, ao longo de 14 domingos de entregas, foram mais de 300 toneladas, distribuídas em 17.000 cestas básicas, 245 mil ovos, 4.000 kg de frango, 11.300 mortadelas, além de 10 toneladas de produtos de limpeza e três toneladas de guloseimas.

SERVIÇO

PONTOS DE ARRECADAÇÃO

Shopping Plaza Casa Forte- ao lado das Lojas Americanas

DOAÇÕES EM CONTA:

CONTA DA DOAÇÃO

Banco do Brasil

Paróquia de São Pedro

CNPJ: 10.193.944/0028-04

AG. 3924-1

C/C 9000-0

PIX 81 9 8265981

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Desenvolvido por avanzzada