Nos siga nas redes sociais

Política

Bolsonaro comemorou a soltura de Lula, diz Moro

Publicado em

às

Bolsonaro comemorou a soltura de Lula, diz Moro

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro (Podemos), pré-candidato ao Planalto nas eleições do ano que vem, afirmou, ontem, que o presidente Jair Bolsonaro (PL) comemorou, em 2019, ao saber que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi solto. Isso porque, na avaliação do chefe do Executivo, o fato ajudaria a manter a polarização nas eleições de 2022.

“O que a gente sabia é que o Planalto, o presidente, comemorou quando o Lula foi solto, em 2019, porque ele entendia que aquilo o beneficiava literalmente. Então, ele não trabalhou para manter a execução em segunda instância”, declarou, ontem, em entrevista à Rádio Jovem Pan Paraná. Ainda segundo Moro, o chefe do Executivo não tentou reverter a decisão.

Alvo da Operação Lava-Jato, conduzida por Moro, o petista ficou preso 580 dias e foi solto após o Supremo Tribunal Federal (STF) derrubar a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância.

Em abril deste ano, o STF, anulou, por oito votos a três, as condenações de Lula no âmbito da Operação Lava-Jato, o que permitiu ao petista recuperar o direito de se candidatar nas eleições de 2022. A maioria da Corte concluiu que a Vara Federal de Curitiba, da qual Moro era juiz, não tinha competência para julgar os casos envolvendo o ex-presidente.

Em 23 de junho último, o plenário do STF concluiu julgamento em que, por sete votos a quatro, declarou a suspeição de Moro ao condenar Lula no caso do triplex do Guarujá (SP). No dia seguinte, a suspeição foi estendida a todos os processos envolvendo o petista. Os casos, portanto, voltaram à estaca zero.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.