Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Bebê de um ano morre carbonizado durante incêndio em colchão, outras duas crianças estavam na residência

Crianças teriam ficado sozinhas dentro de casa, quando uma brincadeira resultou em um incêndio que terminou com a morte de um bebê.

Publicado em

às

Durante a noite deste domingo (9), um incêndio dentro de uma residência na Rua José Eulálio Barreto, bairro da Casal, município de Joaquim Gomes terminou em uma tragédia.  Uma criança do sexo masculino com idade de um pouco mais de um ano foi morta carbonizada.

Segundo moradores, foi necessário arrombar a porta quando perceberam o fogo. A informação foi de que três crianças estavam na casa sozinhas, segundo relatos de testemunhas a mãe teria deixado os menores trancados. E conforme disse uma das crianças, uma brincadeira do irmão, resultou no fogo que atingiu primeiro o colchão e tomou conta do quarto, no local que estava o bebê.

Moradores relataram ao jgnoticias que, foi tudo muito rápido, e quando perceberam a fumaça, ouviram gritos das crianças e arrombaram a porta, quando duas das crianças estavam perto da porta e o bebê já estava em óbito, o que foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros.

As duas crianças, tinha idade aparentemente uma de três anos e a outra seis anos. Além do Corpo de Bombeiros, o Samu também foi acionado e avaliou as condições das duas crianças que sobreviveram após atendimento as crianças foram liberadas e uma pessoa ficou responsável no momento, o Conselho Tutelar também foi acionado.

A mãe das três crianças chegou logo em seguida, o que confirmou que os menores estavam sozinhos dentro de casa, segundo moradores que não quiseram se identificar essa era uma prática que já vinha ocorrendo outras vezes. A guarnição da Polícia Militar, ao chegar encontrou já a mãe desesperada e chorando muito.

Ela recebeu voz de prisão e foi levada para a delegacia de polícia e deve responder por suposto crime de abandono de incapaz e homicídio culposo. No local muita gente se aglomerou próximo da residência, e se ouviu gritos de revolta e xingamento contra a mãe da criança, inclusive gritos de “justiça”. A polícia para garantir a integridade da mãe, pediu que todos se afastassem e logo a mãe foi colocada na viatura e conduzida a delegacia.

O Instituto de Medicina Legal foi acionado e o IC para que seja periciado o local e a remoção do corpo do bebê.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.