Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Barragem de Serro Azul, que deveria ser entregue em 2014 só ficará pronta em 2016

Construção começou em 2011; expectativa de conclusão agora é em 2016.

Publicado

em

ás

Visto do alto, o paredão de concreto chama atenção entre as serras. A estrutura faz parte da Barragem de Serro Azul, na Mata Sul de Pernambuco. O reservatório foi projeto pelos governos estadual e federal para conter a água do Rio Una, que nasce no Agreste e passa por várias cidades da região. A obra começou em janeiro de 2011 e deveria ter sido entregue no fim do ano passado. No entanto, depois de 80% concluída, a construção praticamente parou, como mostrou reportagem exibida pelo programa da Tv Globo NETV 2ª Edição.

A barragem,  de Palmares, tem 73 metros de altura e mais de um quilômetro de comprimento. Na área, 907 hectares de terra serão inundados. O lago da represa vai se estender por três municípios: Palmares, Catende e Bonito. Quando estiver pronta, Serro Azul terá capacidade para armazenar 303 milhões de metros cúbicos de água.

Os recursos para construção são provenientes dos governos estadual (R$ 300 milhões) e federal (R$ 200 milhões), através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Em contrapartida, o Estado também entrou com mais R$ 200 milhões para fazer obras no entorno, como desapropriações e estudos ambientais.

A reportagem da TV Globo esteve em Palmares esta semana e encontrou poucos trabalhadores no canteiro que fica a aproximadamente 500 metros do paredão do reservatório. Máquinas e caminhões estavam parados no pátio. A informação repassada foi que a chuva não está deixando a equipe trabalhar. O Helicóptero sobrevoou a região e identificou uma equipe trabalhando na barreira.

Quando sair do papel, a Barragem de Serro Azul servirá também para o abastecimento de uma região próxima ao Agreste de Pernambuco, que sofre com a falta-d´água. Além disso, deve evitar que a população dos municípios que ficam no curso do Rio Una sofra com enchentes como a de 2010. Na época, cidades como Palmares, Água Preta e Barreiros foram praticamente destruídas por uma inundação.

Quem precisa que a obra seja entregue logo está perdendo o sono. “A população está temorosa. Acorda assombrada e dorme com medo que aconteça uma cheia. Até agora não apareceu uma pessoa do governo para dar uma satisfação”, reclama o aposentado Amaro Pedrosa de Melo.

Falta de recursos
De acordo com o governo estadual, a nova previsão é que a Barragem de Serro Azul só fique pronta em 2016. “Tivemos algum atraso efetivo no nosso cronograma em virtude da dificuldade de recursos financeiros há mais ou menos um ano, mas o governador Paulo Câmara adotou providência de destinar o orçamento que falta para a conclusão da obra, que é da ordem de R$ 90 milhões.

A obra continua em andamento e agora só para quando for concluída. Nesse momento, o ritmo da obra é lento porque nós estamos no inverno e o que nós estamos fazendo hoje são pilares e concluindo a ogiva do vertedouro, ou seja, o trabalho de concreto armado, que é o possível de fazer nesse período chuvoso”, explica o secretário-executivo de Recursos Hídricos de Pernambuco, Almir Cirilo.Ele acrescenta que o grande contingente de operários vai acontecer, provavelmente, a partir de setembro, quando o tempo der condições para parte de execução de terra. O custo inteiro da obra é de R$ 500 milhões.

Fonte:Tv Globo

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.