Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Acusados de assassinar advogada e queima corpo em um canavial de Água Preta são condenados

Jaemerson Jacinto Pereira, Jaemerson de Assis Pereira e Valdomiro Francisco dos Santos foram condenados, respectivamente, a 22, 24 e 22 anos de reclusão em regime fechado.

Publicado em

às


Os três homens acusados de matar a advogada Severina Natalícia da Silva, em dezembro de 2013, foram condenados pelo crime após julgamento na 4ª Vara do Tribunal do Júri da Capital. Presidida pelo juiz Abner Apolinário, a sessão iniciada na sexta (29), no Fórum Thomaz de Aquino, no Centro do Recife, foi encerrada na tarde deste sábado (30).

Aos primos Jaemerson Jacinto Pereira e Jaemerson de Assis Pereira, foi arbitrada a sentença de 22 e 24 anos de prisão, respectivamente. Valdomiro Francisco dos Santos foi condenado a 22 anos de reclusão em regime fechado, de acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco.

Eles foram julgados pelos crimes de homicídio qualificado por motivo torpe e de emboscada e destruição ou ocultação de cadáver.

Segundo a Polícia Civil, Severina foi emboscada pelos criminosos em Bezerros, no Agreste, e seu corpo foi carbonizado em um canavial em Água Preta, Mata Sul do estado. O júri foi transferido ao Recife devido a um processo conhecido como desaforamento.




Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.