Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Acusado de matar os pais adotivos é condenado a 57 anos de prisão

Decisão foi proferida nesta segunda (30), após oito horas de julgamento.

Publicado

em

Julgamento de Eduardo Cotias, acusado de assassinar os pais.

O acusado de matar o bispo da Igreja Anglicana Edward Robinson e a esposa dele, Eduardo Olímpio Cotias Cavalcanti, foi condenado a 57 anos e quatro meses de reclusão, em julgamento ocorrido nesta segunda (3), no Fórum de Olinda. Os dois eram pais adotivos do acusado. (Veja vídeo acima)

A decisão foi proferida pela juíza Flávia Fabiane Nascimento Figueira, que determinou o tempo de prisão devido ao crime de duplo homicídio, com as qualificadoras de motivo fútil e sem possibilidade de defesa das vítimas.

O julgamento teve início por volta das 10h desta segunda (30), com sentença proferida às 18h20. De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco, o cumprimento inicial da pena deve ser feito em regime fechado na Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife.

 

O crime

 

Edward Robinson de Barros Cavalcanti, de 68 anos, bispo da Igreja Anglicana do Recife, e a esposa, Miriam Cavalcanti, de 64 anos, foram mortos por Eduardo Olímpio Cotias Cavalcanti na noite do dia 26 de fevereiro de 2012. O crime ocorreu na residência do casal, no bairro dos Bultrins, em Olinda.

Na época, a Polícia Civil informou que Eduardo Cavalcanti se trancou no banheiro da residência após esfaquear os pais. Ele tentou se matar com a arma do crime, se automutilando mais de 20 vezes, mas os ferimentos não foram profundos. O acusado também havia ingerido uma grande quantidade de remédios.

Ainda de acordo com a corporação, o homem morava há 15 anos nos Estados Unidos, mas veio a Pernambuco para passar o carnaval. Ele era usuário de drogas e tinha sido preso por isso.A irmã e uma tia de Eduardo o viram sair de casa com uma faca na mão e com a roupa suja de sangue. Ao entrar na residência, a filha do casal se desesperou ao encontrar a mãe caída no chão.O bispo faleceu no local. Miriam foi socorrida e encaminhada para o Hospital Tricentenário, em Olinda, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu ainda na ambulância. Por causa dos ferimentos, Eduardo ficou internado no Hospital da Restauração (HR), sob custódia de policiais até ter sido levado para a unidade prisional.

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.