Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Acusado de esconder corpo da mulher em tonel é condenado a 22 anos de prisão

Corpo foi colocado em um tonel coberto por areia na área de serviço da casa onde moravam

Publicado em

às

Foi condenado a 23 anos, nove meses e oito dias de reclusão Wellington Rodrigues de Araújo, acusado de matar e ocultar o corpo de sua companheira, Jacielma Vieira dos Santos. A sentença foi decidida nesta terça-feira (9), na 1ª Vara Criminal do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR). 

O réu foi condenado por homicídio qualificado, por usar recurso que impossibilito a defesa da vítima, cuja pena ficou em 22 anos, dois meses e 23 dias. E também foi condenado pelo crime de ocultação de cadáver, somando mais um ano, seis meses e 15 dias de reclusão. A defesa recorreu em plenário. Wellington foi reencaminhado ao Complexo Prisional do Curado, onde já está preso, na Zona Oeste da capital.

Na denúncia do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) consta que no fim do mês de setembro de 2014, em sua residência, em Pontes dos Carvalhos, no Cabo, Wellington desferiu um golpe de faca contra o pescoço da companheira, que faleceu em decorrência da lesão. Para ocultar a prática do crime, o acusado teria enrolado o corpo de Jacielma com um tapete, colocado dentro de um tonel e, em seguida, coberto com areia retirada do quintal e lacrado com silicone e arame. O corpo da vítima foi encontrado no tonel na área de serviço da residência em março de 2015.

A sessão de julgamento teve início às 9h40 desta terça. Houve o interrogatório do réu e a ouvida de três testemunhas, sendo duas de acusação e uma de defesa. A sentença foi proferida por volta das 17h. 

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.