Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Acusado de chantagear padre pernambucano diz que mantinha relação sexual com ele

Era como se eu fosse garoto de programa’, afirmou José Alexsandro.

Publicado em

às

José Alexandro Diógenes conversou com a imprensa ao deixar sede do GOE (Foto: Débora Soares / G1)O suspeito de ter extorquido o padre pernambucano José Rogério de Souza Quirino, 47 anos, informou, na tarde desta terça-feira (11), em entrevista à imprensa, que recebia dinheiro do religioso porque mantinha relações sexuais com ele. “Era como se eu fosse um garoto de programa. Trocava dinheiro pelo sexo. Nunca ameacei, nunca fiz chantagem”, disse José Alexsandro Diógenes, 33 anos, preso em flagrante nesta manhã,desra terça-feira no Aeroporto Internacional do Recife, na Zona Sul da capital.

José Alexsandro conversou com jornalistas enquanto saía da sede do Grupo de Operações Especiais (GOE), no Cordeiro, Zona Oeste, e era levado para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, área central da cidade, onde realizou exame de corpo delito antes de ser encaminhado ao Centro de Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.O advogado do padre e assessor jurídico da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Hernesto Cavalcanti, acompanhou a prisão do casal. À tarde, ele conversou com a TV Globo.

“Tempos atrás, ele ajudou esse casal, e continuou por um certo tempo, ora vinha a mulher ora vinha o marido. Logo essa ajuda se tornou exigência, os valores foram aumentando. Teve um dia que ele teve que desembolsar R$ 8.200”, relatou. O caso será investigado pelo Delegado

Se condenado, o casal pode pegar até dez anos de prisão. Ainda de acordo com Cláudio Castro, outras pessoas serão ouvidas no inquérito, que deve ser concluído em até dez dias.

Questionado se haveria algum tipo de punição para o religioso, Hernesto Cavalcanti foi categórico ao negar essa possibilidade. “Não vai acontecer absolutamente nada, o padre não cometeu nenhum erro ao ponto de vista canônico. Ele defendeu-se de um casal que o extorquia por medo. O padre não cometeu nenhum crime do ponto de vista da Igreja”, apontou.

 

Cavalcanti disse ainda que o bispo Dom Severino de França está no exterior e avalia a possibilidade de indicar um representante para conceder uma entrevista coletiva à imprensa sobre o caso. Dom Severino é o líder da diocese de Nazaré da Mata, na Mata Norte onde o padre Quirino atua, no momento. (Informações TV Globo)

Continue Reading
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10 | O Portal que faz a Diferença.