Nos siga nas redes sociais

Brasil

3 em cada 4 brasileiros dizem que não passarão Natal e Ano-Novo com quem não moram, diz Datafolha

Pesquisa Datafolha aponta também que 84% não pretendem viajar no Natal e Réveillon

Publicado

em

ás
Fonte: Pesquisa Datafolha feita via telefone celular com 2.016 brasileiros adultos que possuem celular (90% da população do país) entre 8 e 10 de dezembro em todas as regiões e estados do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais

Fonte: Pesquisa Datafolha feita via telefone celular com 2.016 brasileiros adultos que possuem celular (90% da população do país) entre 8 e 10 de dezembro em todas as regiões e estados do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais

Primos distantes reunidos na casa da avó no Natal recebendo beijos de uma tia mais amorosa? Casa na praia lotada para ver a queima de fogos do Réveillon e desejar feliz Ano-Novo aos amigos com um abraço bem apertado?

Nada disso deveria acontecer neste fim de ano em que enfrentamos uma pandemia que já deixou mais de 185 mil brasileiros mortos e que voltou a apresentar alta de novos casos, segundo especialistas.

Mas a própria população promete cumprir o recomendado. É o que aponta uma pesquisa Datafolha, que mostra que 74% dos brasileiros dizem que não pretendem se reunir com pessoas que não vivam na mesma casa durante as festas de final de ano.

Esse número é maior entre mulheres (78%), que costumam apresentar comportamento mais conservador em relação à pandemia, do que entre homens (70%). Idosos também são mais cuidadosos (78%) do que os mais jovens (70%).

Já os mais ricos e mais escolarizados são os que mais pretendem se encontrar com pessoas de fora do núcleo familiar: responderam assim 47% dos que ganham acima de 10 salários mínimos e 37% dos que têm ensino superior completo.

Mesmo entre apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, notório negacionista da gravidade da doença, a maioria diz que não pretende se reunir com pessoas de fora: 69% dos que avaliam o governo como ótimo ou bom.

A Fiocruz elaborou uma cartilha com orientações para as festas de fim de ano, que deixa claro de cara que “a forma mais segura de passar o Natal e o Réveillon é ficar em casa e celebrar apenas com as pessoas que moram com você”.

Se isso não for possível, a entidade dá algumas orientações para reduzir os riscos: usar máscaras sempre que não estiver comendo ou bebendo, evitar apertos de mão e abraços, dar preferência a locais abertos ou bem ventilados, não compartilhar objetos, levar uma máscara extra e sempre lavar as mãos.

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10.