Eleições 2018
Publicada em 09/10/2018 às 10h47. Atualizada em 09/10/2018 às 10h56
Conheça a nova composição da Assembleia Legislativa de Pernambuco
Assembleia Legislativa de Pernambuco tem renovação de quase 50%
Por: Marcos André Fonte:G1


A onda de renovação provocada pela ressaca eleitoral que está varrendo a política brasileira atingiu em cheio a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Dos 46 parlamentares que concorreram à reeleição para um dos 49 assentos na Alepe, 18 não foram eleitos.

Outros três deputados - André Ferreira (PSC), Bispo Osssesio Silva (PRB) e Sílvio Costa Filho (PRB) - também deixarão a Casa de José Mariano para, a partir de 1º de janeiro, ocupar vagas na Câmara dos Deputados, em Brasília. Além desses, outros três deputados não concorreram à reeleição: Pedro Serafim (PSDC), por motivos de saúde; Nilton Mota (PSB), que coordenou a vitoriosa campanha do governador Paulo Câmara; e Júlio Cavalcanti (PTB). Somadas, essas saídas representam um índice de renovação de 49%. 

Na nova legislatura, a Frente Popular (MDB, PSB, PSD) terá a maior bancada, com 15 deputados, dentre os quais a delegada Gleide Ângelo (PSB), que foi eleita com a maior votação deste pleito: mais de 412 mil votos. A segunda maior bancada, com 13 integrantes, é da coligação

"Pernambuco em 1º Lugar" (PMN, PP, PR, SD), cujo campeão de votos foi o pastor Cleiton Collins (PP), que obteve 106.394. A coligação "Juntos por um Pernambuco Melhor" (DC, PMB, PSC), por sua vez, elegeu cinco representantes e é a terceira maior bancada da Alepe. Juntas, as três bancadas somam 28 parlamentares e podem constituir uma importante base de apoio parlamentar para o Palácio das Princesas, garantindo-lhe maioria nas votações.

A maior bancada de oposição é a da coligação "Pernambuco Vai Mudar" (DEM, PODE, PSDB, PTB), que contará com sete representantes. As coligações "Avança Pernambuco" (PHS, PRTB, PSL, PV) e "O Pernambuco que Você Quer" (AVANTE, PDT, PROS) conquistaram, cada uma, 2 vagas na assembleia estadual.

A coligação "A Esperança Não Tem Medo (PCB, PSOL), elegeu a chapa feminista Juntas, para um mandato coletivo formado por cinco mulheres. Não se coligaram PT, com três vagas, e PCdoB, com uma vaga, esta última, ocupada pelo ex-prefeito João Paulo. A bancada feminina, cresceu 50% e passou de 6 para 9 parlamentares. 


Composição da nova legislatura da Alepe

Tags: Cotidiano, Brasil,
Eleições 2018
Ibope: Bolsonaro tem 57% dos votos válidos e Haddad,43%; diferença cai quatro pontos
Brasil
Menina de 4 anos morre após ser picada por escorpião escondido em moletom no interior
Brasil
Jornalista pede demissão ao vivo após ser impedido de fazer perguntas a Bolsonaro
COMENTÁRIOS
Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente a do PortalPE10.
A responsabilidade é do autor da mensagem.